A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

27/09/2012 08:21

Servidores presos em Aquidauana são acusados de pelo menos 5 crimes

Francisco Júnior
Agente do Gaeco na prefeitura de Aquidauana. (Foto:Rhobson Lima, do O Pantaneiro)Agente do Gaeco na prefeitura de Aquidauana. (Foto:Rhobson Lima, do O Pantaneiro)

Os cinco servidores de Aquidauana presos nesta manhã durante operação do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) são acusados de pelo menos cinco crimes.

Veja Mais
Gaeco fecha prefeitura e prende cinco servidores em Aquidauana
Pistoleiro executa morador em acerto de tráfico de drogas na fronteira

Conforme a assessoria do MPE (Ministério Público Estadual), eles participavam de um esquema envolve desvio de dinheiro público, fornecimento irregular de combustível, emissão de notas "frias", contratação irregular de funcionários comissionados, favorecimento em concurso público, dentre outras irregularidades na prefeitura.

As investigações se iniciaram a partir de um pedido de apoio feito pelos Promotores de Justiça titulares das 2ª e 3ª Promotorias de Justiça de Aquidauana, José Maurício de Albuquerque e Antenor Ferreira de Rezende Neto, respectivamente, em abril deste ano.

Durante a apuração, o Gaeco verificou que assessores e servidores lotados na prefeitura estariam se valendo de suas funções para a prática de delitos, como peculato, falsidade ideológica, fraude em concurso público e formação de quadrilha.

Os mandados de busca estão sendo realizados com sucesso na prefeitura de Aquidauana. Os nomes dos presos serão divulgados ainda nesta manhã.

A prefeitura de Aquidauana foi lacrada e só entram funcionários a convite dos agentes para ajudar nas investigações e busca de documentos.

A Operação Parajás conta com a coordenação do Promotor de Justiça Marcos Alex Vera de Oliveira com o auxilio dos Promotores de Justiça Claudia Loureiro Ocariz Almirão, do GAECO da comarca de Dourados, José Maurício de Albuquerque e Antenor Ferreira de Rezende Neto, além de 30 policiais.

(Com colaboração de Armando Anache, de Aquidauana)

Gaeco fecha prefeitura e prende cinco servidores em Aquidauana
O Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas) fechou a prefeitura de Aquidauana e prendeu cinco servidores municipais na ...
Boliviana indiciada após tragédia com voo da Chape pede refúgio em MS
A boliviana Celia Castedo Monasterio, indiciada pelo Ministério Público de seu país por ter autorizado o plano de voo da Chapecoense, com saída em Sa...



Ainda bem que descobriram e estão apurando os desmandos na administração pública praticados por esses abutres sociais na Prefeitura de Aquidauana-MS. Parabéns à equipe do GAECO/MS.
 
ITAMAR DA ROCHA BARROS FILHO em 29/09/2012 08:52:31
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions