A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

02/05/2014 11:01

Sindicalista é agredido por funcionário de frigorífico em Rochedo

Luciana Brazil

Um funcionário do frigorífico Navi Carne, que fica em Rochedo, foi agredido ontem (1), no Dia do Trabalho, por um dos encarregados da empresa. A violência contra o sindicalista Daniel Santos de Jesus aconteceu um dia após o frigorífico ser derrotado no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), em uma ação que denunciava péssimas condições de trabalho e a má remuneração, movida pelo Sindimassa (Sindicato Intermunicipal dos Empregados Vinculados nas Indústrias de Fabricação de Massa).

Veja Mais
Justiça determina instalação de rede de esgoto em Nova Alvorada do Sul
Pistoleiro morre baleado durante confronto com a polícia do Paraguai

Segundo a vítima, essa é a terceira agressão que a empresa comete contra ele. Conforme o site do Sindicato, a última violência aconteceu na presença de testemunhas. Daniel ainda teria sido perseguido até sua casa, onde também foi ameaçado.

Na matéria, o Sindicato publicou que a “correção” seria uma forma de “intimidação pela ação sindical que este (Daniel) vinha fazendo em favor do trabalhador do Navi Carne”.

No dia 6 de abril, o Sindimassa denunciou que o diretor da sub-sede do sindicato de Rochedo estava sendo ameaçado de morte por causa das denúncias que fazia na esfera judicial contra o Frigorífico Navi Carne.

A relação de trabalho com seus funcionários, “beirando à escravidão”, é, segundo o Sindimassa, uma situação insustentável observada pelo sindicato em plena campanha salarial deste ano.

A intervenção do representante sindical era tida como “empecilho” pela empresa, noticiou o sindicato.

Todas as agressões sofridas pelo sindicalista foram registradas com Boletim de Ocorrência. Entretanto, até agora o Sindimassa afirma que o Estado não tomou medidas para preservar a integridade do representante sindical.

Nesta última agressão, a policia emitiu uma intimação para que Daniel e o agressor compareçam na delegacia, na próxima segunda-feira (5).

Precaução- O diretor do Sindimassa, Fábio Salomão Bezerra, transferiu o sindicalista para Campo Grande até que os dois sejam ouvidos na polícia.

O sindicato planeja impetrar uma ação no Ministério do Trabalho, contra o Frigorífico Navi Carne. Eles querem exigir a demissão dos agressores sob pena de ter colaborado com as agressões

Justiça determina instalação de rede de esgoto em Nova Alvorada do Sul
A Sanesul e a prefeitura de Nova Alvorada do Sul - cidade localizada a 120 km de Campo Grande - terão que criar no município rede coletora e estação ...
Médico nega que tenha abandonado pacientes e diz que foi autorizado a sair
O médico Carlos José da Costa Duran, de 41 anos, nega que tenha abandonado o plantão no hospital e maternidade Idimaque Paes Ferreira, o único em Rio...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions