A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

24/06/2013 18:10

Sindicato Rural paga fiança de R$ 6,7 mil e libera suspeito de matar índio

Nadyenka Castro

Preso suspeito de matar o guarani-kaiowá Celso Figueiredo, no último dia 12, na fazenda Califórnia, em Sete Quedas, Ivonei Gabriel Vieira, de 34 anos, já está solto. Ele estava na cadeia desde o dia do crime, pagou fiança de R$ 6.780 e foi colocado em liberdade nesta segunda-feira. A quantia foi paga pelo Sindicato Rural do município.

Veja Mais
Polícia ouve suspeito e aguarda laudos para esclarecer morte de índio
Índio morto em Paranhos é enterrado em aldeia e cruz fincada em fazenda

Na casa de Ivonei, os policiais encontraram uma espingarda calibre 28, munições, uma camiseta branca com resquícios de sangue e um capacete preto. O funcionário foi preso em flagrante pela posse de arma de fogo.

Por conta da suspeita da morte do indígena, Ivonei e também o capataz da fazenda foram submetidos a exame residuográfico, que aponta se a pessoa utilizou arma de fogo. O exame deu negativo para ambos trabalhadores rurais.

De acordo com o delegado Rinaldo Moreira, diante da negativa do exame, a Polícia descarta o envolvimento de ambos no assassinato de Celso Figueiredo e trabalha agora com nova linha de investigação.

A vítima estava com o pai e ia receber pagamento de R$ 600 por serviços prestados na fazenda Califórnia. Eles foram surpreendidos por um homem de moto, que estava encapuzado.

O autor, armado com uma espingarda e uma pistola, atirou em Celso. O pai da vítima disse à Polícia que, ao ver o filho baleado, correu para a aldeia em busca de ajuda, mas Celso não resistiu ao ferimento e morreu no local. O delegado descarta que o crime tenha ocorrido por disputa de terra.

O indígena só foi sepultado no dia 15. Os índios guarani-kaiowá queriam enterrá-lo na fazenda Califórnia, local onde foi assassinado. Porém, em reunião com lideranças, representante do MPF (Ministério Público Federal) e Funai (Fundação Nacional do Índio) ficou acertado que somente uma cruz será levada para a fazenda.

Polícia ouve suspeito e aguarda laudos para esclarecer morte de índio
Com um suspeito preso, a Polícia Civil de Paranhos espera os laudos da perícia para avançar na investigação do assassinato do índio guarani-kaiowá Ce...
Índio morto em Paranhos é enterrado em aldeia e cruz fincada em fazenda
Três dias depois de ser morto em uma emboscada, o índio Celso Figueiredo, de 34 anos, será sepultado na manhã deste sábado na aldeia Yvykuarussu, em ...
Funcionário de fazenda é preso por assassinato de indígena
O funcionário da fazenda Califórnia, em Paranhos, Ivonei Gabriel Vieira, de 34 anos, foi preso no fim da tarde desta quinta-feira como suspeito do as...
Capataz de fazenda nega relação de morte de índio com disputa de terra
O capaz da fazenda Califórnia, Roberto Carlos Medeiros, de 48 anos, diz que morte do índio Celso Figueiredo, de 34 anos, na madrugada de ontem, não t...



Que legal!! Que gesto nobre!!! ISSO NADA MAIS É QUE O CONHECIDÍSSIMO COOPERATIVISMO!! PORQUE OS MESMOS FAZENDEIROS NÃO VÃO PERGUNTAR À FAMÍLIA DO ÍNDIO ASSASSINATO SE ESTÁ PRECISANDO DE ALGUMA COISA. DE ALGUM TIPO DE AJUDA!! OU ENTÃO DESSE QUE FOI BALEADO, PORQUE NÃO PERGUNTAM AOS FAMILIARES... AGORA VEM COM PALHAÇADA (COM TODO RESPEITO QUE O ARTISTA PALHAÇO MERECE)
 
Gilson Giordano em 25/06/2013 07:55:26
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions