A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

02/06/2012 14:37

Sob suspeita, show de Cláudia Leitte arrecadou R$ 70 mil para hospital

Aline dos Santos

A informação foi repassada ontem pelo prefeito de Corumbá, Ruiter Cunha

Show de Cláudia Leitte em Corumbá foi para arrecadar recursos, afirma prefeito. Show de Cláudia Leitte em Corumbá foi para arrecadar recursos, afirma prefeito.

Com suspeita de superfaturamento, o show de Cláudia Leitte em Corumbá arrecadou R$ 70 mil para o hospital. A informação foi repassada ontem, durante entrevista coletiva, pelo prefeito Ruiter Cunha (PT). O show foi pago com dinheiro público.

Num diálogo, registrado em dezembro do ano passado, Rodolfo Assef Vieira (então presidente da Fundação de Cultura e Turismo) afirma que a quantia que ultrapassasse o valor de R$ 330 mil na arrecadação do show seria lucro. As escutas foram feitas pela PF (Polícia Federal), que na última quinta-feira realizou a operação Decoada.

“É difícil falar de valor em relação a artistas. Quanto vale um show da Cláudia Leite, do Roberto Carlos, da Ivete Sangalo? É difícil se colocar preço. Falar em superfaturamento em relação a artistas é muito complicado”, afirmou o prefeito.

Ele explica que apesar de ter pago R$ 330 mil, foi cobrado ingressos para arrecadar recursos. “Hoje temos R$ 70 mil depositados na conta da Fundação de Cultura e Turismo, separados para repasse ao hospital, para reformarmos uma enfermaria da forma que a direção escolher”, explica.

Gorjeta – O prefeito também comentou parte do diálogo entre o secretário municipal de Saúde, Lauther da Silva Serra, e o diretor de hospital de Caridade, Vitor Salomão Paiva. Eles falam em gorjeta e jeitinho. “Parece-me que era uma discussão sobre o pagamento de servidores do hospital”, esclarece Ruiter.

Num dos trechos, Lauther diz: “Vamos fazer daquele jeitinho que cê falou mesmo. Quinze,quinze e vinte né? Vitor concorda e diz: “aí cê tira a sua gorjeta” (provável desvio de recurso do SUS). Lauhter então combina de arrumar o dinheiro “e aí eu vou, eu vou, eu arrumo esse dinheiro lá, eu já converso lá”. Lauther e Vitor foram afastados dos cargos,

Na ação, os policiais apreenderam documentos na prefeitura e no hospital da cidade, além de empresas. Mandados de busca e apreensão também foram cumpridos na prefeitura de Ladário, que, há um ano, foi alvo de uma operação contra fraudes em licitações.

De acordo com a CGU (Controladoria-Geral da União), a maioria das empresas envolvidas na operação em Ladário é, atualmente, fornecedora, algumas de forma exclusiva, da prefeitura de Corumbá. Quatro servidores chegaram a ser presos, mas já estão em liberdade.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions