A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 22 de Fevereiro de 2017

02/12/2013 18:26

Sogro de cacique é detido sob suspeita de matar líder indígena a facadas

Bruno Chaves
Cacique chegou ferido em casa, onde acabou morrendo. (Foto: Sidnei Bronka)Cacique chegou ferido em casa, onde acabou morrendo. (Foto: Sidnei Bronka)

Horas depois do assassinato do cacique Ambrósio Vilhalva, 52 anos, a Polícia Civil de Caarapó encontrou o suspeito do crime. Ricardo Mendes Quevedo, 54, detido para averiguação, é sogro do líder indígena e suspeito de ter esfaqueado o genro  na madrugada de hoje (2) por causa de desentendimentos familiares.

De acordo com o delegado Benjamin Lax, responsável pelas investigações, a esposa de Ambrósio afirma ter corrido do cacique momentos antes de ele morrer. Ela também contou que seu padrasto, Ricardo Mendes, foi o autor das facadas.

“A história tem diversas contradições. Ainda não sei se é dificuldade da língua ou porque a história é fantasiosa mesmo. A princípio, ele foi detido porque eu tenho uma testemunha. Ainda não terminei o flagrante e o caso segue em investigação”, afirmou.

Assassinato – O líder indígena foi morto a facadas na madrugada desta segunda-feira. Ele teria chego sangrando em sua casa, na aldeia Guyraroká, onde morava com as três esposas. A família tentou socorrê-lo e acionou a polícia, mas ele morreu dentro do barraco.

A vítima estaria bebendo em companhia de amigos, quando o crime aconteceu. A polícia e a perícia técnica apreenderam uma faca com vestígios de sangue e dois indígenas foram levados à delegacia para prestar depoimento.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions