A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

28/09/2011 17:06

STJ solta prefeito de Alcinópolis acusado de mandar matar vereador

Marta Ferreira

Manuel Nunes da Silva foi preso em julho por envolvimento em crime ocorrido em outubro de 2010

O ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça) Adilson Vieira Macabu concedeu hoje liminar que coloca em liberdade o prefeito afastado de Alcinópolis, Manuel Nunes da Silva (PR).

Ele é acusado de ser o mandante do assassinato do vereador Carlos Carneiro, morto em Campo Grande, no dia 26 de outubro do ano passado, aos 40 anos. Carneiro era do PDT, oposição ao prefeito, e era presidente da Câmara de Vereadores.

Três homens foram presos logo após o crime, e aguardam julgamento. O prefeito foi preso em 20 de julho deste ano, junto com três vereadores, sob acusação de ter planejado a morte do vereador e encomendado o crime. O assassinato teria custado R$ 20 mil, conforme as investigações policiais.

Manuel Nunes da Silva está na 3ª Delegacia de Polícia Civil, no bairro Carandá, em Campo Grande. A delegacia já foi informada da concessão da liminar, mas o alvará de soltura ainda não chegou.

O processo no STJ informa que um telegrama foi enviado ao Tribunal de Justiça nesta tarde comunicando a decisão.

A liminar concedida hoje reconsidera uma decisão anterior, que havia negado ao prefeito a liberdade. Com a prisão dele, o cargo foi assumido pelo vice, o pai do vereador assassinado, Alcino Carneiro (PDT).




Está aí um dos motivos para que nossos políticos não criam e aprovam leis mais rígidas, é imperativo que se mantenha essa lei branda cheia de brechas, caso contrário eles estariam cavando sua própria sepultura.
 
Luciano Bandeira em 29/09/2011 09:16:42
Vendo isso me pergunto: Porque mataram o Bin Laden? Talvez ele pudesse vir ao Brasil e jogar um avião em cada prédio público de Brasília. Quem sabe assim teríamos uma pequena limpeza neste país. É um absurdo né um juiz ladrão julgando um assassino, só no Brasil. O povo nprecisa ir às ruas e fazer justiça com as próprias mãos contra os corruptos, entenda-se políticos e juízes. Morte a eles!!!
 
Ricardo Santos Almeida em 29/09/2011 08:49:16
É festa! Vamos lá pessoal, é festa! Quem for político pode festejar à vontade. Pode beber, dançar em frente as câmeras, carregar dinheiro na cueca, ser gravado recebendo propina, matar, mandar matar, desviar e desviar a todo vapor. É festaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!! A la la ooooooooo, a la la ooooooooooooo
 
Roberto Gomes em 28/09/2011 11:43:26
Sérgio,
Falar sem conhecer o que está nos autos é fácil. Ausentes os pressupostos da prisão cautelar, deve o acusado ser posto em liberdade.
Reclame com os políticos que afrouxaram a legislação (garantismo penal)
 
Paulo Fernando em 28/09/2011 08:48:18
si eu fosse ele eu vazava fora,afinal de conta matar filho dos outros pode custar muito caro,inclusive ,qdo si trata de uma covardia....vai ter troco......
 
antonio carlos da silva em 28/09/2011 08:33:16
Tudo está inserido no contexto: "recursos" , Se fosse pobre estaria preso.
 
antonio carlos queiroz em 28/09/2011 06:55:43
por estas e outras que nunca confiei na justiça.
 
sergio sangalli em 28/09/2011 05:45:51
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions