A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

18/11/2014 11:29

Suplentes querem cassação de mais 3 vereadores acusados de corrupção

Helio de Freitas, de Dourados
Câmara de Naviraí vai instalar mais uma Comissão Processante contra três vereadores acusados de corrupção (Foto: Naviraí Informa)Câmara de Naviraí vai instalar mais uma Comissão Processante contra três vereadores acusados de corrupção (Foto: Naviraí Informa)

Será protocolado hoje na Câmara de Vereadores de Naviraí, a 366 km de Campo Grande, o requerimento assinado pelos suplentes Djalma Marques de Oliveira (PMDB), Deoclécio Zeni (PSDB) e Luiz Carlos Garcia (PSD) pedindo abertura de processo de cassação contra os vereadores Elias Alves (Pros), Gean Carlos Volpato (PMDB) e Vanderlei Chagas (PSD).

Veja Mais
Atrás das grades por corrupção, vereadora renuncia ao mandato
Câmara afasta mais três vereadores acusados de corrupção em Naviraí

Os três também são acusados de envolvimento no esquema de corrupção desvendado pela Operação Atenas, da Polícia Federal, assim como outras dez pessoas de Naviraí que estão presas, sendo cinco vereadores. Elias, Gean e Vanderlei foram afastados do cargo no dia 3 deste mês, por determinação do juiz Eduardo Magrinelli Junior. Os suplentes tomaram posse na semana passada.

Atualmente está em andamento uma Comissão Processante que pode resultar na cassação dos vereadores presos Cícero dos Santos, o Cicinho do PT, Marcus Douglas Miranda, Adriano José Silvério e Carlos Alberto Sanches, o Carlão. A policial civil aposentada Solange Melo renunciou ao mandato na semana passada para se livrar de uma eventual cassação.

O vereador Antonio Carlos Klein, que também é advogado e está auxiliando os suplentes no requerimento a ser protocolado hoje, informou ao Campo Grande News que a denúncia será lida em plenário na sessão da próxima semana e o presidente em exercício Moacir Aparecido de Andrade deve indicar os três ocupantes da comissão.

“Entendo que o presidente deveria ter feito a denúncia e encaminhado a abertura do processo de cassação também desses três vereadores afastados. Como ele não fez, os suplentes vão fazer a denúncia”, afirmou o Antonio Carlos Klein, que também é suplente de vereador e assumiu uma cadeira após as prisões feitas pela PF no dia 8 de outubro.

Presos – Continuam presos o presidente do Legislativo Cícero dos Santos, Marcus Douglas Miranda, Adriano José Silvério e Carlos Alberto Sanches. Marcus Douglas cumpre prisão domiciliar por decisão do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul por falta de “cela de estado maior”, à qual têm direito os advogados. Os outros vereadores homens estão no presídio de Naviraí.

No dia 31 de outubro, sete vereadores, a agora ex-vereadora Solange Melo, três ex-assessores da Câmara e dois empresários se tornaram réus na ação penal instaurada na comarca local.

Interceptações telefônicas e captações ambientais feitas pela PF com ordem judicial no período de quase um ano revelaram um esquema criminoso montado para desviar dinheiro público de varias maneiras a favor dos envolvidos, tendo como sede a Câmara de Naviraí e como “cabeça” da organização o vereador Cícero dos Santos.

As vantagens ilícitas vinham de propinas cobradas de empresários para modificação da legislação municipal, a fim de possibilitar o exercício de atividade comercial (corrupção passiva); emissão fraudulentas de diárias a vereadores e funcionários da Câmara (peculato); fornecimento de combustível pago pelo dinheiro público a vereadores, funcionários da Câmara e parentes e amigos (peculato); fraude em procedimento licitatório (que beneficiava vereadores e terceiros) e lavagem de dinheiro.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions