A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

28/06/2011 21:22

Supremo nega habeas corpus ao empresário Fahd Jamil

Paulo Fernandes

A 1ª Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) negou habeas corpus ao empresário Fahd Jamil, condenado a 12 anos de reclusão por evasão de divisas. Ele pedia a revogação da prisão preventiva.

O julgamento foi retomado hoje com o voto vista do ministro Luiz Fux. Ele acompanhou o relator pelo indeferimento do pedido.

Fux disse que os autos revelam indícios de que o empresário pretende se furtar à aplicação da lei penal. É porque o condenado, que morava em Ponta Porã (na região Sul do Estado, na fronteira com o Paraguai), fugiu do local do crime.

A presidente da Turma, ministra Cármen Lúcia Antunes Rocha, também acompanhou o relator.

Na sessão do dia 24 de maio, o relator do caso, ministro Ricardo Lewandowski, havia votado pelo indeferimento do pedido.

O voto divergente foi do ministro Marco Aurélio. Para ele, a evasão do distrito da culpa não pode levar à decretação automática da prisão preventiva.

Fahd Jamil está foragido desde 2005. Ele foi condenado em diversas ações penais por tráfico internacional de drogas, sonegação fiscal e evasão de divisas. O empresário brasileiro fez fortuna em Ponta Porã e Pedro Juan Caballero (Paraguai).

Ele é dono de fazendas e cassinos e oficialmente fez fortuna com o monopólio do fornecimento de cigarros brasileiros ao Paraguai, mas é apontado por agências de repressão ao narcotráfico do Brasil e do Paraguai como um dos homens mais poderosos no comércio de drogas, reagentes químicos para o refino de cocaína, armas, jogo ilegal e contrabando.

Por enquanto, sequestro de filho de Fahd Jamil está descartado, diz Polícia
Daniel Alvarez Georges, 44 anos, está desaparecido desde o dia 03 de maio deste ano, quando foi visto pela última vez nas proximidades do Shopping Ca...
TRF determina 10 anos de prisão para Fahd Jamil por crime financeiro
O TRF3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região) determinou pena de 10 anos e seis meses de reclusão para o empresário Fahd Jamil, que está foragido d...
Justiça nega liminar a empresário Fahd Jamil em processo por evasão
Foragido em um processo por evasão de divisas, o empresário Fahd Jamil teve pedido de liminar em habeas corpus negado no STF (Supremo Tribunal Federa...
STJ já negou habeas corpus para Fahd Jamil por lavagem
O advogado do empresário Fahd Jamil, Renê Siufi, afirmou que ele aguarda o julgamento de habeas corpus pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça) para d...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions