A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

01/02/2014 16:49

Temporada de pesca esportiva movimenta R$ 100 mi em Corumbá

Zana Zaidan
Turismo de pesca esportiva movimenta cadeia econômica em diversos segmentos (Foto: Diário Corumbaense)Turismo de pesca esportiva movimenta cadeia econômica em diversos segmentos (Foto: Diário Corumbaense)

O segmento do turismo de pesca esportiva de Corumbá, a 419 quilômetros de Campo Grande, movimenta injeta R$ 100 milhões na economia da cidade durante a temporada de pesca. Os dados são de uma pesquisa do Observatório do Turismo, divulgada na semana passada pelo Conselho Municipal do Turismo.

Veja Mais
Rios de MS recebem reforço de fiscalização com início do pesque-solte
Com sítio invadido por índios, família está há nove meses fora de casa

Com o levantamento, foi é possível traçar um perfil do turista que vai chegar à cidade para a temporada e quanto ele deve gastar durante a estadia. A economia corumbaense girou a partir da movimentação turística nos chamados cruzeiros fluviais – que são oferecidos pelos barcos hotéis – e polos turísticos da zona rural: distrito de Albuquerque, Porto da Manga/Passo do Lontra e Porto Morrinho. O montante leva em consideração a cadeia direta e indireta do setor.

A pesquisa mostra que o turista é do sexo masculino, casado (79,82%), tem entre 46 a 65 anos (46,63%) e vem da região Sudeste do Brasil (73,54%), predominantemente do estado de São Paulo, com renda acima de R$ 5 mil (69,96%).
No período em que permanecem na cidade, gastam mais de R$ 3 mil com compras diversas. Somente no varejo, o faturamento chega a R$ 1,3 milhão. Os turistas também aproveitam a fronteira com a Bolívia, onde gastam R$ 8 milhões também em compras.

Além da movimentação comercial, o turismo de pesca também é forte gerador de empregos. São gerados 551 postos de trabalho diretos nos 30 empreendimentos envolvidos com a prática. O salário médio pago aos profissionais do setor fica na faixa de R$ 1,7 mil. Esses números remetem a injeção mensal de R$ 936 mil na economia e um total de R$ 7,4 milhões ao longo de toda a temporada.

A pesquisa identificou ainda o nível de satisfação do visitante. De acordo com o levantamento, 96,86% dos entrevistados avaliaram positivamente o passeio (consideraram muito bom e bom). Entretanto, 47% avaliaram como “Regular” ou “Ruim” as opções de lazer oferecidas pela cidade. 97% pretendem retornar à cidade e 99,1% afirmou que indicaria Corumbá como destino turístico.

A pesquisa de Demanda e Movimentação Econômica do Turismo de Pesca Esportiva foi aplicada ao longo da temporada de pesca, com foco nos meses de agosto, setembro e outubro. Foram aplicados 223 questionários semi-estruturados diretamente com turistas ao chegarem dos cruzeiros fluviais, além de entrevistas com dez empresários do setor. A margem de erro é de 7% para mais ou para menos.

Pesque-solte – A pesca esportiva foi liberada a partir de hoje (1), por se enquadrar na modalidade pesque-solte. À exceção do pesque-solte na calha, a pesca de captura fica suspensa até 28 de fevereiro na bacia do rio Paraguai e na bacia do rio Paraná nos domínios de Mato Grosso do Sul.

O desrespeito à legislação pode levar os infratores a serem apreendidos e, caso condenados, a pena varia de um a três anos de detenção.

(Com informações do Diário Corumbaense)




BOA TARDE.SOU DO INTERIOR DE SÃO PAULO , DE MONTE APRAZÍVEL E VOU A CORUMBÁ UMA VEZ AO ANO EM EXCURSÕES DE PESCA.O LUGAR É LINDO,PRINCIPALMENTE O PANTANAL.AS AUTORIDADES DO ESTADO DEVERIAM PERMITIR SOMENTE A PESCA ESPORTIVA POIS TENHO PERCEBIDO A DIMINUIÇÃO DOS GRANDES EXEMPLARES DE PEIXE,RESTANDO GRANDE QUANTIDADE DE PEIXES MUITO ABAIXO DO MÍNIMO PERMITIDO.CONTINUAREI PESCANDO NO PANTANAL MESMO COM A PRATICA DO PESQUE E SOLTE.PEIXE É BOM PARA SE COMER NA BEIRA DO RIO E NÃO TRANSPORTAR DE CARRO PARA CASA ONDE MUITAS VEZES NOS ESQUECEMOS DELES PERDIDOS DENTRO DE UM FREEZER.VAMOS LUTAR PELA PESCA ESPORTIVA.GRATOS PELA ATENÇÃO.
 
FÁBIO ROGÉRIO BOCATO em 03/02/2014 14:41:34
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions