A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

12/04/2015 14:19

TJ faz mutirão a partir de amanhã para julgar crimes parados desde 2009

Viviane Oliveira

A partir de amanhã até sexta-feira, dia 17, o Tribunal de Justiça vai fazer mutirão para julgar crimes de homicídio dolosos parados desde 2009, em Dourados, distante 233 quilômetros de Campo Grande. A ação faz parte da Semana Nacional do Tribunal do Júri.O mutirão, que está na 2ª edição, visa julgar os crimes contra a vida, com denúncias recebidas até 31 de dezembro de 2009 e que não tenham sido julgadas até 31 de outubro de 2014.

Veja Mais
Carreta da Justiça realiza 368 atendimentos na terceira etapa do projeto
Após deslizamento e risco a usuários, MS-295 é totalmente interditada

Em Mato Grosso do Sul, somente para a cidade de Dourados foram designadas 14 sessões plenárias, que serão presididas pelos juízes César de Souza Lima, Alessandro Carlos Meliso Rodrigues, Eguiliel Ricardo da Silva, Jorge Tadashi Kuramoto, Marcus Vinícius de Oliveira Elias, Ricardo da Matta Reis, Rosângela Alves de Lima, Rodrigo Barbosa Sanches e Rubens Witzel Filho.

De acordo com juiz César de Souza Lima, da 3ª Vara Criminal de Dourados,coordenador da ação na comarca, ressaltou o empenho e a disponibilidade dos juízes da região que se dispuseram a participar dos julgamentos na comarca e lembrou que, apesar da ação concentrada, ainda ficarão ações pendentes de julgamento. “Processos antigos pendentes de julgamento dão uma sensação de impunidade e esses mutirões acabam justamente com isso”, destaca.

Na edição de 2014 foram julgados 17.348 processos relativos a crimes do Tribunal do Júri em todo o Brasil, com denúncia apresentada até 31 de dezembro de 2009. Mato Grosso do Sul foi destaque na ação pelo empenho no cumprimento da meta.

Carreta da Justiça realiza 368 atendimentos na terceira etapa do projeto
Em oito dias de atendimentos da Carreta da Justiça em Taquarussu - município localizado a 332 km de Campo Grande -, o projeto do TJ-MS (Tribunal de J...
Justiça bloqueia bens de ex-prefeito e mais oito por fraude em licitação
A Justiça Federal bloqueou R$ 1.743.189,84 em bens de Edvaldo Alves de Queiroz, o Tupete, ex-prefeito de Água Clara, a 198 quilômetros de Campo Grand...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions