A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

01/08/2014 16:05

TJ mantém condenação de homem que matou mulher e enterrou corpo

Marta Ferreira

A 1ª Câmara Criminal do TJ (Tribunal de Justiça) de Mato Grosso do Sul manteve, em decisão unânime dos desembargadores, a condenação à pena de 17 anos de um homem que, há 12 anos, matou a companheira e enterrou o corpo em um buraco, depois arrastá-lo amarrado a um trator. A defesa do réu, Hildo Maciel, havia recorrido à segunda instância, para tentar reduzir a pena.

O crime aconteceu em maio de 2002, quando, segundo os autos, o apelante desferiu um tiro de espingarda em Rosa Maria Soares, na frente de um dos filhos do casal. Na sequência, segundo a peça de denúncia, Hildo jogou uma capa de chuva sobre o cadáver, amarrou uma corda de nylon no pescoço e o arrastou, com um trator, até uns 200 metros da sede da fazenda. Lá, enterrou em um buraco, situação que também foi presenciada pela criança.

De acordo com o processo, o réu orientou o filho a mentir dizendo que sua mãe havia viajado. O crime aconteceu após uma circunstância banal. Segundo os autos, Hildo Maciel agiu dessa forma porque a vítima pediu que consertasse a televisão, o que agravou ainda mais a denúncia, com a qualificadora do motivo fútil.

Na sentença de primeira instância, o magistrado fixou a pena-base em 3 anos de reclusão acima do mínimo legal para o crime de homicídio qualificado. Quanto ao crime de ocultação de cadáver, a pena-base foi fixada em 1 ano e 1 mês de reclusão e 170 dias-multa acima do mínimo legal.

O voto do relator no recurso contra a sentença, que questionou a definição de pena, concluiu que a análise da circunstância judicial, tanto no crime de homicídio quanto no de ocultação de cadáver, foi realizada na forma legal e adequada. O magistrado enntendeu, portanto, que deve ser mantida a sua valoração negativa, de maneira que ela possa ter influência na fixação das penas-base, não havendo que falar em redução da sanção penal, negando provimento ao recurso.

Veja Mais
Lojas vão estender horário de atendimento durante o mês de dezembro
Esposa é presa ao tentar entregar pão recheado com maconha para detento

Lojas vão estender horário de atendimento durante o mês de dezembro
O comércio de Ponta Porã - cidade localizada a 323 km de Campo Grande - irá funcionar em horário especial neste fim de ano. Os horários e dias foram ...
Esposa é presa ao tentar entregar pão recheado com maconha para detento
A esposa de um detento de Itaquiraí, distante 410 km de Campo Grande, foi presa na tarde de ontem (7) tentando entregar um pão recheado com maconha p...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions