A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

18/10/2012 19:49

TJ nega liberdade a policial acusado de facilitar entrada de droga em delegacia

Policial também é acusado de permitir entrada de celulares em troca de R$ 80

Nícholas Vasconcelos

O TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) negou o pedido de liberdade para o policial civil Gedeao de Souza, acusado de intermediar entrada de droga na delegacia de Polícia Civil de Rio Verde, a 207 quilômetros da Capital.
De acordo com a Justiça, Gedeão recebeu R$ 80 para facilitar a entrada de 86 gramas de maconha e de dois telefones celulares na delegacia da cidade. Segundo o processo, foram colhidas provas com base nos depoimento dos outros policiais e também de envolvidos no crime, assim como constatação de imagens dos aparelhos apreendidos.

Veja Mais
PF apreende 60 kg de cocaína e prende traficante de 28 anos na MS-164
Escritor douradense lança na terça livro sobre 40 anos de carreira

Para o relator do processo na 1° Câmara Criminal, desembargador Francisco Gerardo de Sousa, o acusado sendo policial civil, encarregado de investigar, evitar e reprimir a prática de crimes, usou o cargo para intermediar a entrada de objetos e substâncias entorpecentes não permitidos no interior da delegacia.

No entendimento do desembargador, se fosse concedida a liberdade, o réu poderia voltar ao trabalho, interferindo nas investigações e usando sua função pública para driblar a lei, bem como coagir as testemunhas.

Em seu voto, o relator explica que: “Por derradeiro, dado que restaram vislumbrados os pressupostos e fundamentos do cárcere cautelar, afigura-se necessária e adequada ao delito, em tese, praticado a manutenção da constrição cautelar do paciente, porquanto, verifica-se inviável a incidência de medida cautelar menos gravosa ao paciente, sendo assim de rigor sua prisão”.

Escritor douradense lança na terça livro sobre 40 anos de carreira
Será lançado na próxima terça-feira (6) em Dourados - cidade localizada a 233 km de Campo Grande - o livro "A Felicidade pela Literatura: Ensaio entr...
Comércio de Ponta Porã funcionará em horário especial neste fim de ano
O comércio de Ponta Porã - cidade localizada a 323 km de Campo Grande - irá funcionar em horário especial neste fim de ano. Os horários e dias foram ...
MPF entra com ação para garantir pesca e extração à comunidade ribeirinha
Foi ajuizada ação civil pública pelo MPF (Ministério Público Federal) para garantir o direito a pesca de subsistência e extrativismo sustentável da c...



por isso que nao da para confiar na segurança partindo de policial
 
ester reis em 20/10/2012 10:30:06
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions