A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Janeiro de 2017

26/03/2014 08:40

TJ nega transferência do júri para réu que escondeu corpo em mala

Aline dos Santos

O TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) negou o pedido para transferir o julgamento de Willian Afonso dos Santos, 31 anos, de Corumbá para Miranda.

Veja Mais
Suspenso julgamento de militar acusado de matar jovem e esconder corpo em mala
Sem repasse da União, casa de acolhimento pede doações para se manter

No pedido de desaforamento, a defesa alegou dúvidas quanto à imparcialidade do júri e segurança pessoal do réu. Ele é acusado de matar a jovem Greice Soares Roque, 26 anos, e esconder o corpo em uma mala. O crime foi em novembro de 2012. O julgamento estava marcado para ontem, mas foi suspenso à espera da decisão da Seção Criminal sobre a transferência de cidade.

Para o relator do processo, desembargador Luiz Gonzaga Mendes Marques, meras suposições de que a repercussão natural do crime e divulgação pela mídia possam influenciar o julgamento pelo Tribunal do Júri não são suficientes para deslocar o julgamento para outra comarca.

“As notícias veiculadas pelos meios de comunicação de forma informativa não refletem comoção geral, estado de ânimo alterado da população local. É natural a veiculação de informação pelos meios de comunicação quanto à ocorrência de crimes e suas particularidades”, afirmou o desembargador.

Greice foi estrangulada e teve o corpo escondido dentro de uma mala. O crime foi descoberto depois de Willian, que é fuzileiro naval-músico, tentar jogar o corpo próximo ao lixão.

Na época, o militar deixou o corpo escondido na casa por mais de um dia. Ele, inclusive, foi trabalhar e deixou os restos mortais de Greice escondidos na mala, que ficou na cozinha. O militar disse que houve consumo de drogas e que matou a mulher após uma discussão.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions