A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

20/04/2015 11:43

Traficante escondia quase duas toneladas de maconha em igreja

Rubén Dario Gimenez foi preso por agentes antidrogas paraguaios com cinco veículos preparados para transportar a droga ao Brasil

Helio de Freitas, de Dourados
Os veículos que estavam sendo carregados com maconha quando foram apreendidos pela polícia paraguaia (Foto: Rádio Amambay)Os veículos que estavam sendo carregados com maconha quando foram apreendidos pela polícia paraguaia (Foto: Rádio Amambay)

Um fornecedor de drogas foi preso ontem em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia que faz fronteira com Ponta Porã, a 323 km de Campo Grande, quando carregava cinco veículos com fardos de maconha. O entorpecente seria enviado ao Brasil por estradas sul-mato-grossenses. Fato que chamou a atenção dos agentes antidrogas da Polícia Nacional é que Rubén Dario Gimenez, 27, armazenava a maconha em uma igreja, de onde ele tinha a chave.

Veja Mais
Motorista é preso com 317 kg de maconha em fundo falso de caminhão
Vidraceiro é preso com 90 quilos de maconha na fronteira com o Paraguai

A prisão de Rubén Gimenez, que já tinha passagem por tráfico de drogas, ocorreu no bairro Parque do Sud, na Rua General Bernardino Caballero. Agentes antidrogas, grupo especial da Polícia Nacional Paraguai, cercaram a casa de Rubén Gimenez no momento em que ele preparava os veículos com maconha.

Foram apreendidos uma Hyundai Tucson com placa de São Paulo, uma caminhonete Toyota Hilux, uma Ford Ranger com placa de Bebedouro (SP), um Vectra com placa de Ponta Porã e um Fiat Punto com placa de Ribeirão Preto (SP). A Tucson já estava carregada com 970 quilos de maconha e a Hilux com 805 quilos da droga. Os outros veículos ainda seriam carregados. Outros cem quilos do entorpecente foram encontrados no banheiro da casa, totalizando 1.876 quilos.

Os veículos estavam equipados com sofisticado sistema de comunicação segundo a polícia a maconha seria levada para traficantes baseados em favelas de São Paulo. Os agentes paraguaios não informaram se outras pessoas da igreja usada como depósito de maconha estão envolvidas com o tráfico. A operação foi comandada pela procuradora Valeriana Ferreira e pelo juiz Luis Benitez.

Rubén Dario Gimenez (sentado, de cabeça baixa) foi preso em bairro de Pedro Juan com quase duas toneladas de maconha (Foto: ABC Color)Rubén Dario Gimenez (sentado, de cabeça baixa) foi preso em bairro de Pedro Juan com quase duas toneladas de maconha (Foto: ABC Color)



A religião é... a maconha do povo :)
 
Guilherme Arakaki em 20/04/2015 19:05:23
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions