A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

17/07/2014 17:18

Três bandidos assaltam joalheria, fazem reféns e ainda rendem policial

Luciana Brazil
Bandidos levam joias, relógios e dinheiro. (Foto: Perfil News)Bandidos levam joias, relógios e dinheiro. (Foto: Perfil News)

Três homens, entre eles um adolescente de São Paulo, foram presos na manhã de hoje (17), em Brasilândia, a 335 quilômetros de Campo Grande, depois de assaltarem uma joalheria em Bataguassu, no centro da cidade. Seis pessoas foram rendidas, entre elas um policial que passava pelo local e teve a arma retida. Os funcionários foram feitos refém em um cômodo do estabelecimento. Segundo o delegado Nilson Martins, a ação foi rápida e ninguém ficou ferido.

Veja Mais
Homem tem pescoço cortado e é encontrado morto em rodoviária
Desaparecida há dois dias, jovem é encontrada morta às margens da MS-427

Os suspeitos, um de Três Lagoas, outro de Porto Velho e o adolescente de São Paulo, foram detidos e levados para Bataguassu. Com exceção do menor, os bandidos já tinham passagem pela polícia por crimes cometidos em Mato Grosso do Sul, como tráfico de drogas.

Um dos bandidos rendeu os funcionários e, enquanto ameaçava as vítimas, os levou para o depósito da loja. O outro suspeito recolhia as joias e o dinheiro, enquanto o terceiro aguardava do lado de fora em um veículo Gol usado na fuga.

Ninguém ficou ferido, mas uma funcionária desmaiou e precisou ser socorrida pelo Corpo de Bombeiros. Ela foi encaminhada a Santa Casa do município.

Ainda conforme o delegado, a PRE (Polícia Rodoviária Estadual) conseguiu localizar o trio durante um cerco feito na entrada de Brasilândia. Os bandidos estavam em um veículo Gol, com placa de Ribeirão Preto (SP). 

Além das joias e relógios, a polícia recuperou grande quantidade de dinheiro e a arma do policial que passava pelo local e também foi rendido.

Homem tem pescoço cortado e é encontrado morto em rodoviária
Diones Luiz Pedrosa Farias, 21, foi encontrado morto com o pescoço cortado com uma faca, na rodoviária de Amambai, distante 366 km de Campo Grande, n...
Boliviana indiciada após tragédia com voo da Chape pede refúgio em MS
A boliviana Celia Castedo Monasterio, indiciada pelo Ministério Público de seu país por ter autorizado o plano de voo da Chapecoense, com saída em Sa...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions