A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

20/06/2015 12:30

Três policiais e mais sete são presos após expulsar capataz de fazenda

Viviane Oliveira

Três policiais e mais sete homens foram presos após expulsar o capataz da Fazenda Bela Vista, que fica na Estrada Parque. O caso aconteceu na noite da última quinta-feira (19), em Corumbá, distante 419 quilômetros de Campo Grande, mas foi registrado ontem (20). 

Veja Mais
Força Nacional vai continuar por mais 30 dias em área onde índio foi morto
Apenas 60% dos inscritos no Enem participam da segunda prova em MS

De acordo com boletim de ocorrência, no total foram detidos 10 homens, os policiais militares José Manoel Ferreira Melo, 30 anos, Elton de Matos Alves e Thiago de Souza Martins, os dois últimos de 29 anos.

Também foram presos, Sérgio Pereira Gonçalves, 33, Flávio Roberto Silveira Pires, 32, Marco Antônio Caruso Silva, 52, Herotildes Dias da Rocha, 60, Jonelson Silva Pereira, 42, Márcio Luiz Vieira de Souza, 50, Rogério Caetano Vilhalva, 35.

O caso - Ainda conforme registro policial, o capataz da fazenda procurou a polícia dizendo que na última quinta-feira (18), por volta das 8h, um grupo de aproximadamente 10 homens invadiram a propriedade. Eles estavam divididos em três veículos, uma L-200, Frontier e Tiguan. O trabalhador rural foi obrigado a entregar o celular e sair do local por Marco Antônio, que era amparado pelo bando

Denúncia - Depois da denúncia feita pelo capataz, a polícia foi até o local. Na propriedade, os policiais foram recebidos por Marco Antônio, que se identificou como dono da fazenda e em seguida apresentou os PMs José, Elton e Thiago.

Em depoimento, o funcionário reconheceu os policiais e disse que foram eles que pegaram o seu aparelho celular a pedido de Marco Antônio. Ele relatou ainda que em nenhum momento foi ameaçado pelos militares, mas pode observar a arma na cintura deles. Os três PMs foram detidos e tiveram as três pistolas .40 apreendidas.

Todos os envolvidos foram encaminhados à 1ª Delegacia de Polícia Civil para prestar esclarecimentos. O caso foi registrado como esbulho possessório, quando o proprietário fica injustamente privado da posse.

Trabalhador morre ao sofrer descarga elétrica durante conserto de bomba d'água
José Antônio Farias, 51, morreu após sofrer uma descarga elétrica enquanto arrumava uma bomba d'água às margens de uma lagoa, no distrito de Lagoa Bo...
Ciclista morre ao ser atingido por vários tiros disparados por dupla em moto
Wellington Ronaldo de Souza, 34, foi morto a tiros ao ser abordado por dois homens que estavam em uma moto. O homicídio aconteceu às 20h30 de domingo...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions