A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

07/04/2015 10:32

Trio matou ex-radialista por causa de R$ 100 e comemorou com peixada

Liana Feitosa
Após matar Simião, autores fizeram peixada e beberam. (Foto: PC de Souza/ Edição de Notícias)Após matar Simião, autores fizeram peixada e beberam. (Foto: PC de Souza/ Edição de Notícias)

Três envolvidos no assassinato do ex-radialista Simião da Silva, de 43 anos, morto a facadas na última sexta-feira (3) em Sonora, a 364 quilômetros de Campo Grande, foram presos por equipe do SIG (Serviço de Investigação Geral) após investigação da Polícia Civil.

Veja Mais
Acusado de matar radialista com 12 facadas continua foragido em Sonora
Homofobia e dívida de drogas podem explicar assassinato de radialista

Entre os acusados está um adolescente de 17 anos. De acordo com o jornal Edição de Notícias, a morte do ex-radialista pode ter sido motivada por dívida de R$ 100 na compra de drogas ou por homofobia, já que a vítima era usuária e homossexual.

Prisão - O adolescente e Gelson da Silva, de 19 anos, foram abordados na Rua das Jabuticabas, em Sonora. Ambos assumiram a autoria do crime na delegacia, mas foi no celular de Gelson que os policiais encontraram pistas do terceiro autor, Denisson Nei da Silva Santos, de 22 anos, mais conhecido com Deninha. A polícia chegou a Denisson graças a mensagens trocadas no aplicativo WhatsApp.

Denisson foi preso pela Polícia Civil na casa dele, na Rua das Peras. Na delegacia, além de confirmar a autoria, ele disse ao site Edição de Notícias que não se arrepende de ter matado Simião. Irônico, chegou a pedir para a foto dele feita pela equipe de reportagem do site.

Como foi - Segundo os autores, eles invadiram a casa de Simião por volta das 5h30 de sexta-feira (3), quebraram uma lâmpada para o local ficar escuro e se esconderam em um dos cômodos. Quando Simião entrou na residência, meia hora depois, foi surpreendido pelo trio.

A vítima só teve tempo de perguntar o que eles faziam em sua casa. Eles não responderam, apenas partiram para cima do ex-radialista, cada um portava uma faca. Simião foi atingido por mais de 10 facadas.

De acordo com um dos autores, eles arrombaram o portão na fuga porque ficaram desesperados ao perceberem que tinham matado Simião. No entanto, a preocupação durou pouco tempo, pois o trio se dirigiu à casa do padrasto de Gelson para fazer uma peixada, onde ingeriram bebida alcoólica e se gabaram do feito.

Armas - Duas das três facas usadas no crime já foram localizadas. Roupas e chinelos usados pelo trio no dia do crime também foram apreendidos, segundo o Edição de Notícias.

O caso é investigado pelo delegado José Roberto de Oliveira Junior. Segundo ele, o trio tem várias passagens pela polícia por tráfico de drogas. A vítima teria uma dívida por esse motivo, compra de drogas. O delegado ouviu os autores durante o domingo (5). Eles responderão na Justiça por homicídio qualificado.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions