A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

01/09/2015 12:08

Um ano após assumir Hospital da Vida, prefeitura diz que atendimento melhorou

Há um ano, fundação criada pela prefeitura assumiu hospital, então administrado pelo Evangélico; unidade fez 55 mil atendimentos

Helio de Freitas, de Dourados
Hospital ganhou uma nova UTI e o espaço antigo foi reformado para instalação de mais dez leitos (Foto: Eliel Oliveira)Hospital ganhou uma nova UTI e o espaço antigo foi reformado para instalação de mais dez leitos (Foto: Eliel Oliveira)

Nesta terça-feira, 1º de setembro, faz um ano que o Hospital da Vida passou a ser administrado pela prefeitura de Dourados, cidade a 233 km de Campo Grande. Único hospital de urgência e emergência de média complexidade a atender pelo SUS os pacientes de toda a região sul de Mato Grosso do Sul, a unidade foi gerenciada até 31 de agosto do ano passado pelo Evangélico, uma empresa privada que era contratada pelo município.

Veja Mais
Contra crise, Prefeitura passa a administrar Hospital da Vida
Carreta da Justiça realiza 368 atendimentos na terceira etapa do projeto

De acordo com a prefeitura, em um ano de nova administração o Hospital da Vida foi reformado, aumentou o número de profissionais, instalou novos equipamentos e ganhou uma nova UTI (Unidade de Terapia Intensiva) com dez leitos. O espaço, onde funcionava a antiga, foi reformado e a Secretaria de Saúde aguarda recursos do Ministério da Saúde para ativar outros leitos de terapia intensiva.

Conforme a Funsaud (Fundação de Serviços de Saúde de Dourados) – criada pela prefeitura para administrar o hospital e a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) – em um ano sob nova administração o H Vida fez 5.447 internações e 49.808 atendimentos ambulatoriais, totalizando 55.255 pessoas atendidas.

Mais equipado, o hospital faz atualmente uma média de 380 cirurgias por mês, inclusive procedimentos de alta complexidade, como cirurgia de tumor cerebral e cirurgia vascular.
“Passamos por uma situação bem difícil na transição. Tivemos que lidar com equipamentos da UTI totalmente sucateados, falta de medicamentos e insumos. Tivemos que locar equipamentos em caráter de emergência para conseguir administrar o hospital naquele período”, afirmou o gerente da Funsaud, Cassio Humberto Rocha.

Carreta da Justiça realiza 368 atendimentos na terceira etapa do projeto
Em oito dias de atendimentos da Carreta da Justiça em Taquarussu - município localizado a 332 km de Campo Grande -, o projeto do TJ-MS (Tribunal de J...
Sidrolândia comemora aniversário com 'balada cristã' e jogos do Operário
Sidrolândia - cidade localizada a 71 km de Campo Grande - completa no domingo (11) 63 anos de emancipação e vai receber várias atrações para comemora...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions