A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

21/05/2013 16:46

Universitários de Rio Verde prometem greve contra decisões da instituição

Nadyenka Castro

Universitários dos cursos de Administração, Direito e Ciências Contábeis do Campus da Universidade Anhanguera Uniderp de Rio Verde de Mato Grosso prometem greve a partir da noite desta terça-feira em protesto à algumas decisões da instituição de ensino.

Veja Mais
PF apreende 60 kg de cocaína e prende traficante de 28 anos na MS-164
Escritor douradense lança na terça livro sobre 40 anos de carreira

Conforme relatos de estudantes, em reunião realizada nessa segunda-feira, a universidade decidiu manter cortes previstos para o próximo semestre. Já hoje à noite haverá manifestação no campus.

Os acadêmicos relatam que avisaram a instituição sobre a possibilidade de manifestação no último dia 16. Os alunos pedem a manutenção do ônibus de Campo Grande, que atualmente faz o trajeto dos professores até a universidade; comprometimento da Instituição em manter todos os professores, mestres e doutores e em não desvincular qualquer docente sem consulta prévia dos acadêmicos.

Escritor douradense lança na terça livro sobre 40 anos de carreira
Será lançado na próxima terça-feira (6) em Dourados - cidade localizada a 233 km de Campo Grande - o livro "A Felicidade pela Literatura: Ensaio entr...
Comércio de Ponta Porã funcionará em horário especial neste fim de ano
O comércio de Ponta Porã - cidade localizada a 323 km de Campo Grande - irá funcionar em horário especial neste fim de ano. Os horários e dias foram ...
MPF entra com ação para garantir pesca e extração à comunidade ribeirinha
Foi ajuizada ação civil pública pelo MPF (Ministério Público Federal) para garantir o direito a pesca de subsistência e extrativismo sustentável da c...



Talvez seja um meio um tanto "inovador" de agradecer aos autos índices de aprovação que temos no CRC e na OAB; irônicamente falando, é claro. Mas que fique evidente, isso é mérito de quem estuda muito fora da Instituição também, vez que se fosse pra obter tais resultados dependendo do empenho da faculdade em melhorar o ensino (e não o inverso!), estaríamos perdidos!
 
Ailto Roberson Seibert em 22/05/2013 14:33:30
Sinto-me envergonhada de estudar em uma instituição de ensino que prioriza os lucros ao bom nome e à boa reputação!!! É impressionante o descaso que os poderosos dirigentes da empresa Anhanguera têm com aqueles que estão na parte mais frágil da relação contratual... descumprem cláusulas, fazem propagandas enganosas, assumem responsabilidades e depois, ao seu bel prazer, as abandonam... ou melhor, deixam de assistir aqueles que financiam seus negócios para satisfazerem seus negócios sujos e contrários à moral!!! Realmente, eles iam gastar muito pagando um ônibus para os professores que dão aula em Rio Verde... preferem colocar esse dinheiro no bolso (para não usar outros termos), e tornar como consequência, a Universidade de Rio Verde/MS o pior polo de ensino do Mato Grosso do Sul!!!
 
Raphaela Nogueira em 22/05/2013 13:30:09
Fico pasma com esta situação,olha a que ponto chegamos,estudamos em uma Instituição de Ensino Privado,pagamos um valor consideravelmente alto e temos que tomar medidas como esta para reinvindicar por uma qualidade de ensino que é dever deles nos concederem? Como assim? Agora vem com esta de "cortar gastos",gastos com o que? se o mínimo que são bons professores com qualificação eles querem retirar da gente.
Mantenham o Transporte dos Professores!!!!!!!!!!!
 
Nayanni Grazieli Oliveira Souza em 22/05/2013 12:58:31
É inevitável que para termos um País ético e corretamente político temos que ter uma boa educação, além de ser direito constitucionalmente garantido é dever do Estado. Não importa se a Instituição (Empresa) Anhanguera-Uniderp pode ou não oferecer docentes qualificados com alto ou baixo custo para a empresa, queremos, como acadêmicos ensino de qualidade, pois pagamos por isso e não temos prioridade nesta prestação de serviços. Falar em contenção de gastos para alunos é algo rídiculo e sem ética por partes dos administradores da Anhanguera.
 
Valdelice Lourenço em 22/05/2013 11:51:41
Ontem realizamos o primeiro dia de paralisação das atividades acadêmcicas, um manifesto que visa impedir a instituição Anhanguera-Uniderp de cortar o transporte dos professores de CG que sempre se pode contar, mas agora, com o discurso de "corte de gastos" se tenta fazer, arbitrariamente, sem se importar com a inevitável redução da qualidade do curso. Infelizmente, nem ao menos vieram conversar conosco ontem, eles se mantêm irredutíveis, o discurso é de que "a decisão já foi tomada, e não tem mais volta". E é por isso que vamos continuar com a paralisação das atividades acadêmicas SIM! Até que se compreenda que o obejtivo maior é de que não delimitem aos alunos possuir aulas apenas com professores da cidade A ou B, sabemos bem o quão difícil é de se conseguir bons profissionais na região.
 
Ailto Roberson Seibert em 22/05/2013 10:57:40
Sendo a educação condição necessária para a efetivação dos conteúdos da constituição e das promessas da própria democracia estamos apenas buscando a justiça para que a educação seja prestada com qualidade, pois somente uma educação – qualificada, crítica, humanizada e transformadora – será capaz de contribuir para a melhoria social da população.
Justamente porque defendemos a ética, justamente por defendermos a democracia genuína e por valorizarmos o sangue, o suor e as conquistas daqueles que já lutaram antes de nós e por nós, é que gritaremos incansavelmente pelo futuro de nossa Universidade e pelo direito dos que por ela passarão. Repudiamos a justificativa infundada de contenção de gastos por parte da Anhanguera Uniderp!!!!
 
Raphaela Gomes em 22/05/2013 09:19:35
Realmente, movimento estudantil é uma das mais nobres formas de protesto, foi assim que o nosso país saiu da ditadura bem como de vários outros escândalos políticos. Deste modo, faz justa a reivindicação de que a instituição PRIVADA mantenha professores dedicados à melhora dos universitários.
 
Guilherme Rampanelli em 22/05/2013 08:51:12
É um absurdo uma instituição tão rica como a uniderp anhanguera dizer que esta "cortando gastos".. é uma das maiores na américa latina, e faz uma palhaçada desta com os academicos!!! Estamos pagando uma mensalidade cara para termos ensino de qualidade.. não saímos de nossas casas, de cidades vizinhas, correndo riscos todos os dias na BR, pra brincarem conosco!!! Isso não é brincadeira..
Pagamos caro!!! Queremos o melhor!!! não estamos pedindo muito.. Só exigindo o que é nosso direito!!
Mantenha o transporte dos professores Uniderp Anhanguera!!!
 
Andryara Calgaro Gomes em 22/05/2013 08:48:15
A faculdade toma decisões arbitrárias e ainda diz que são decisões administrativas e que os academicos não serão prejudicados... como o corte dos nossos professores não nos prejudica??
Nossa reivindicação é apenas pela manutenção dos prefessores que já se encontram no quadro docente. Pagamos caro e cobramos pelo que pagamos!
 
Jordana Cortes em 22/05/2013 08:47:41
Depois que a Anhanguera assumiu o campus de Rio Verde a qualidade do ensino foi caindo até chegar ao nível sofrível atual. Bons tempos foram aqueles em que o Reitor Pedro Chaves priorizava a qualidade do ensino, o comprometimento do docente e o crescimento intelectual do aluno. Salvem-se quem puder. Ainda dá tempo.
 
Alberto Gaspar em 21/05/2013 20:46:39
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions