A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

19/03/2014 11:45

Vazamento de amônia deixa câmara fria de frigorífico interditada por mais de 24h

Bruno Chaves

Um vazamento de gás amônia interditou, por mais de 24h, uma câmara fria do Frigorífico Navi Carnes, que fica na MS-080 em Rochedo – a 74 quilômetros de Campo Grande. O incidente ocorreu às 9h de ontem (18) e, até o momento, os trabalhos no local não foram restabelecidos.

Veja Mais
Bombeiros evacuam frigorífico após vazamento de amônia na Capital
Trabalhadores de frigoríficos querem fim de hora extra contra acidentes

Não houve vítimas, conforme informou um funcionário do setor administrativo do frigorífico que pediu para não ser identificado. Ele contou que, “por questões de segurança”, a área continua isolada e os funcionários dispensados.

“Até detectarmos o que aconteceu, por questões de segurança, a área continuará isolada. As manutenções foram feitas e as medições também, tudo para darmos mais segurança para nossos colaborados”, disse o funcionário.

A expectativa do frigorífico é de que às 13h de hoie a câmara fria seja liberada. “Porém não sabemos se hoje vai ter produção”, pontuou. O Frigorífico Navi Carnes emprega em torno de 350 trabalhadores e abate diariamente cerca de 500 bois.

Acidente com morte – O incidente de ontem, com o vazamento de amônia, não afetou nenhum trabalhador da empresa. No entanto, no dia 16 de janeiro deste ano, uma colaboradora do frigorífico perdeu a vida após um acidente no setor de produção.

Veruska de Queiroz, 29 anos, morreu eletrocutada enquanto fazia a higienização do setor em que trabalhava. Ela encostou em um fio que estava descascado e levou um choque de alta voltagem.

Trabalhadores de frigoríficos querem fim de hora extra contra acidentes
Para evitar acidentes nos frigoríficos de Mato Grosso do Sul, trabalhadores cogitam propor em acordo coletivo o fim das horas extras. De acordo o Min...
Frigorífico de Batayporã é multado em R$ 5 mil por problemas ambientais
Policiais Militares Ambientais de Batayporã autuaram ontem frigorífico que funciona às margens da rodovia MS-134, na cidade, e deram multa de R$ 5 mi...
Funcionária de frigorífico de Rochedo morre eletrocutada
Veruska de Queiroz, 29 anos, morreu na tarde de hoje (16) em Rochedo, distante 50 quilômetros de Campo Grande, vítima de choque elétrico. A informaçã...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions