A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

30/09/2013 14:51

Vendaval e granizo causam danos para 200 famílias em três cidades

Edivaldo Bitencourt
Casa ficou totalmente destruída com chuva de granizo na madrugada (Foto: Divulgação)Casa ficou totalmente destruída com chuva de granizo na madrugada (Foto: Divulgação)

Três municípios de Mato Grosso do Sul foram atingidos pelo temporal, com ventos fortes e chuva de granizo, na madrugada desta segunda-feira (30). Cerca de 200 famílias tiveram as casas atingidas em Tacuru, Paranhos e Ponta Porã, todos na fronteira com o Paraguai. A Defesa Civil levanta os estragos e pode sugerir a decretação de situação de emergência para agilizar no socorro às vítimas.

Veja Mais
Chuva de granizo mata até galinhas e pedras ficam nas ruas 6h após queda
Força Nacional vai continuar por mais 30 dias em área onde índio foi morto

Segundo o coordenador estadual da Defesa Civil, coronel Ociel Ortiz Elias, só houve estragos nos três municípios. Em Paranhos, pelo menos oito casas foram danificadas pelo temporal.

De acordo com o site Tacuru Agora, o vendaval teve rajadas de até 40 km/h no município. Placas de sinalização foram danificadas e árvores foram arremessadas em vários locais. Na zona rural o assentamento que mais foi castigado pelas chuvas foi o Água Viva, onde vivem mais de 500 famílias. Moradores relataram que telhados inteiros foram arrancados pelo vento.

As escolas suspenderam as aulas já que o transporte dos alunos ficou prejudicado. As salas de aula foram alagadas pela água da chuva na madrugada. O prefeito municipal Paulo Pedro Rodrigues, está acompanhando todo trabalho do departamento de defesa civil e disse que está contabilizando as famílias que sofreram com o temporal.

Além do vendaval e da chuva de granizo, Tacuru registrou 70 milímetros de chuvas em 10 minutos, segundo o Tacuru Agora.

Imensa camada de gelo se formou na zona rural de Paranhos (Foto: Divulgação)Imensa camada de gelo se formou na zona rural de Paranhos (Foto: Divulgação)
Moradores brincam com camada de gelo que se formou às margens de rodovia estadual (Foto: Divulgação)Moradores brincam com camada de gelo que se formou às margens de rodovia estadual (Foto: Divulgação)

Calamidade – Em Paranhos, a 469 quilômetros de Campo Grande, a chuva de granizo destruiu o telhado de oito residências, segundo o coronel Ociel. A Prefeitura ainda está levantando os estragos, que foram maiores na zona rural, como os assentamentos São Cristovão e São Vicente de Paula.

“Com meus quase 60 anos, nunca vi algo assim”, admirou-se o proprietário de uma chácara a três quilômetros de Paranhos, José Xavier, em entrevista à assessoria do município. “Era madrugada e acordei com o barulho dos animais e da chuva que caía com um volume de ‘pedras’, que nunca tinha visto antes, acabou com minha casa, com a tulha, matou animais, destruiu as plantas em fim, foi muito assustador”, comentou.

O dono da Chácara Santa Rita, José Júlio de Oliveira, afirmou que o vendaval e a chuva de granizo destruíram parte da residência. Às margens da MS-295, moradores se divertiam com a imensa camada de gelo que se formou no local.

O prefeito Júlio César de Sousa (PDT) determinou que seja dada prioridade no levantamento dos estragos e tomar as medidas para ajudar as famílias. Vários secretários percorreram as casas atingidas pelos estragos. A horta municipal teve 22 canteiros de verduras destruídos pela chuva de granizo.

Morador de Tacuru recolhe monte de pedras que caíram na madrugada (Foto: Tacuru Agora)Morador de Tacuru recolhe monte de pedras que caíram na madrugada (Foto: Tacuru Agora)
Vento forte derrubou placa de sinalização em área rural de Tacuru (Foto: Tacuru Agora)Vento forte derrubou placa de sinalização em área rural de Tacuru (Foto: Tacuru Agora)

Ponta Porã – Em Ponta Porã, segundo o coordenador municipal da Defesa Civil, Mauro Camargo, pelo menos 170 casas foram danificadas pelo vendaval e pela chuva de granizo. As áreas mais atingidas foram o distrito de Sanga Puitã, o Assentamento Itamarati e o bairro Alto da Glória.

Ele disse que continua chovendo na cidade e as famílias vão recebe lonas para cobrir as casas até a troca do telhado. A maior parte das casas teve o telhado furado pela chuva de granizo.




Em Bela Vista, na BR 060 (Bela Vista-Jardim), na altura do KM 15, uma "faixa" de ventos fortes derrubou árvores e arrancou parte da cobertura do mangueiro de uma fazenda. O vento soprou do sentido poente/nascente, justamente em direção a Ponta Porã.
 
Ronaldo Pissurno em 30/09/2013 20:30:28
Esse vendaval e granizo causou muito estrago mesmo, no meu bairro Silvia Regina, meus vizinhos foram muito prejudicados....e ate precisando de ajuda
 
Silvana Aranda em 30/09/2013 16:25:31
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions