A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

08/09/2015 16:34

Vento atinge 80 km/h e causa pânico em alunos ao destelhar escola

Mariana Rodrigues
Os alunos e professores estavam dentro das salas de aula, não houve feridos. (Foto: Perfil News)Os alunos e professores estavam dentro das salas de aula, não houve feridos. (Foto: Perfil News)

A escola estadual Braz Siniglia ficou parcialmente destelhada e teve parte do forro arrancado após ser atingida por um vendaval no fim da manhã de hoje (8), em Bataguassu - distante 335 km de Campo Grande. Segundo informações do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), o vento forte chegou a 76,6 km/hora.

Veja Mais
Chuva ameniza calor em outras cidades e termômetros podem chegar aos 16ºC hoje
Chuva que acabou com a estiagem causa alagamentos e transtornos

Segundo o site Perfil News, as telhas subiram cerca de dois metros e foram seguradas pelos forros de pvc, porém em algumas salas o forro também cedeu. Estudantes e professores que estavam nas salas atingidas correram para o pátio da unidade de ensino para se proteger, ninguém ficou ferido.

Os alunos foram auxiliados por policiais militares que estavam dentro de uma lotérica localizada em frente a escola quando ouviram os gritos. Eles contam que no momento caia apenas uma chuva fraca e que de repente começou a ventar. "Vimos o teto se levantando, mas felizmente o forro não permitiu que as telhas caíssem sob os estudantes", disse o cabo Gebson. Após o ocorrido, alunos foram dispensados para irem para suas casas.

Segundo o Corpo de Bombeiros que atende o município, não houve registros de ocorrência. (Foto: Perfil News)Segundo o Corpo de Bombeiros que atende o município, não houve registros de ocorrência. (Foto: Perfil News)

Ainda conforme informações do Inmet, em Três Lagoas registrou ventos fortes na manhã de hoje, mas a chuva era fraca. Segundo o Corpo de Bombeiros do 5º grupamento que atende os municípios de Três Lagoas e Bataguassu, não houve nenhum registro de ocorrências durante o período de temporal.

A Defesa Civil do estado disse ao Campo Grande News, que não houve registro de estragos em outros pontos da cidade. Mesmo com os estragos na escola, a Defesa Civil informou que a chuva e vento não foram considerados graves.

Iguatemi - Por outro lado, no município a situação vai ser acompanhada pela Defesa Civil estadual que está se encaminhando para o local a partir de amanhã (9). Eles vão dar apoio a cidade que não possui estrutura para fazer a documentação necessária para fazer o levantamento dos danos causados pela forte chuva de granizo que caiu ontem na cidade.

Ainda conforme a Defesa civil, dependendo do prejuízo, será decretado situação de emergência na intenção de buscar apoio do Governo Federal e Estadual para Iguatemi, que teve cerca de 300 casas destruídas chuva de granizo que atingiu a cidade por volta das 14h danificou carros, antenas parabólicas, placas solares e telhados das casas.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions