A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

16/09/2015 17:49

Vento de 95 km/h destrói estruturas, derruba árvores e deixa caos

Renata Volpe Haddad
Na MS 306, o portal caiu na pista e causou um pequeno congestionamento. (Foto: O Correio News)Na MS 306, o portal caiu na pista e causou um pequeno congestionamento. (Foto: O Correio News)

Vendaval com rajadas de até 95 quilômetros por hora derrubou postes, destelhou casas e prédios, afetou estrutura do terminal rodoviário e lojas na tarde de hoje (16), em Chapadão do Sul, a 321 km de Campo Grande.

Veja Mais
Em MS, chuvas já causaram prejuízo para 110 mil pessoas este ano
Chuvas causam erosão e criam armadilhas em vias movimentadas

De acordo com o empresário e morador do município, Guilherme Alves Diniz Neto, a chuva que chegou com a ventania não foi tão forte. "Começou também a chover granizo, mas foi bem pouco. O que surpreendeu foram os ventos fortes que destelhou muitos comércios, a rodoviária, telhados de postos de combustíveis também foram arrancados pelo vento", contou. O empresário contou ao Campo Grande News que até vidro de lojas foram quebrados com os ventos fortes.

Telhado de prédio ficou destruído. (Foto: O Correio News)Telhado de prédio ficou destruído. (Foto: O Correio News)

Conforme a metereologista do Centec (Centro de Monitoramento do Tempo, Clima e Recursos Hídricos de Mato Grosso do Sul), Cátia Braga, o ápice da ventania foi agora a tarde. "Ainda não posso afirmar se foi um tornado, pois tenho as imagens, mas de longe não posso afirmar, mas não teve velocidade tornástica. O que aconteceu, foi uma mudança brusca de pressão, pois está muito quente e a umidade alta, causando as chuvas e a ventania", alega.

Segundo Cátia, os ventos duraram 7h e começou a 30km por hora às 9h. As chuvas atingiram 22.2 milímetros. "Não havia previsão para hoje de ventos fortes e chuva no município. Foi uma surpresa. A princípio, também não há previsão para esse fenômeno ocorrer de novo, nem em Chapadão nem em outro local do Estado. Depende da natureza", comenta.

 

Telhado do terminal rodoviário foi prejudicado com a ventania. (Foto: O Correio News)Telhado do terminal rodoviário foi prejudicado com a ventania. (Foto: O Correio News)
Árvores foram arrancadas. (Foto: O Correio News)Árvores foram arrancadas. (Foto: O Correio News)

De acordo com o Correios News, na rodovia MS 306 na chegada de Costa Rica, o portal caiu sobre a pista, paralisando o transito. O telhado do Posto Mirante, ficou destruído e por pouco não causou um grave acidente. No centro da cidade, vários postes caíram, deixando parte da cidade sem energia e telefone. A rodoviária teve a sua estrutura do desembarque danificada. Os bombeiros interditaram o local.

Várias fachadas de loja e telhados foram arrancadas, muitos pararam cerca de 20 metros do local. Grande parte do centro da cidade encontra sem energia. Bombeiros, policias, Energisa e OI trabalham na reconstrução da cidade.

 




E cada vez mais vão aparecer fenômenos desta espécie, a causa: o desmatamento, o estado já perdeu 80% de sua cobertura vegetal nativa, vamos continuar a plantar soja e cana.
 
Marco Stuani em 17/09/2015 07:44:46
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions