A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

27/03/2014 18:22

Vídeo feito por aluna mostra meninas brigando em banheiro de escola

Mariana Lopes
Adolescentes brigaram dentro do banheiro da escola (Foto: imagem do vídeo)Adolescentes brigaram dentro do banheiro da escola (Foto: imagem do vídeo)

Uma adolescente de 14 anos apanhou de outras duas garotas, uma de 17 e outra de 16, dentro de banheiro de uma escola, em Rio Negro, cidade do interior de Mato Grosso do Sul. A briga foi filmada por um aparelho celular por outra aluna. Indignado com as agressões entre as adolescentes, o leitor do Campo Grande News, que pediu para não ser identificado, enviou as imagens ao portal.

Veja Mais
Adolescente tem rosto cortado por colega de escola durante briga
Vídeo mostra jovem espancando rival antes de morrer em saída de escola

Segundo o leitor, que é amigo da família da estudante que apanhou, a briga aconteceu na última terça-feira (25), durante o intervalo das aulas, na escola estadual Leontino Alves de Oliveira.

Nas imagens, as agressoras dão socos e puxam os cabelos da vítima, que não consegue nem reagir. A adolescente é encurralada pelas duas rivais no canto do banheiro. A briga só termina quando uma quarta aluna interfere e aparta as garotas.

Na delegacia da cidade, a Polícia Civil afirma não ter conhecimento do caso, embora o amigo da família garanta que a mãe da adolescente que apanhou registrou boletim de ocorrência.

O Campo Grande News também entrou em contato com a escola e, na secretaria, informaram que o diretor, Roberto Yoshimitsu, está de licença médica. A substituta, identificada apenas por Juliane, disse que não poderia se manifestar sobre o assunto e não deu entrevista.

Outros casos – Em setembro do ano passado, uma briga entre adolescentes acabou em tragédia. A estudante Luana Vieira Gregório, 15 anos, morreu após ser esfaqueada por outra aluna em frente à escola estadual José Ferreira Barbosa, na Vilda Bordon, em Campo Grande.

A confusão também foi gravada por estudantes que assistiam às cenas de agressão. Nas imagens, Luana aparece primeiro espancando a rival e em seguida outra garota surge e a ataca. Em minutos, a vítima surge deitada no chão, já esfaqueada.

Em Camapuã, outra briga também acabou com uma estudante bastante ferida, em fevereiro deste ano. Uma adolescente de 16 anos levou vários pontos no rosto depois de ser ferida com um estilete caseiro por outra menor da mesma idade.

As duas estudavam na mesma escola e a briga começou porque a agressora estava com ciúmes do namorado. As adolescentes estavam no ponto de ônibus quando começaram a discutir.

Um caso mais recente aconteceu em fevereiro deste ano, quando dois alunos da escola estadual Cejar (Coronel José Alves Ribeiro), em Aquidauana, brigaram de socos dentro da sala de aula. A confusão também foi filmada por uma testemunha e as imagens postadas no Facebook.

O foi compartilhado por alguns internautas que se mostraram revoltados com a falta de segurança nas escolas e pela falta de comprometimento dos governantes para resolver a situação.

Penalidade - No último ano, muitos casos de adolescentes envolvidos em brigas dentro ou fora da escola foram parar nas redes sociais após serem filmados por testemunhas, geralmente outros estudantes também menores de idade.

As brigas geralmente têm um público grande e dificilmente alguém interfere de imediato para acabar com as confusões, fato que indigna ainda mais a quem assiste as cenas de agressão.

De acordo com o vereador Paulo Reis (PMDB), que disse estar auxiliando o MPE em casos de brigas entre alunos, as escolas, por conta do regimento interno, “são proibidas de suspender os alunos envolvidos nas brigas”. Ele afirmou que o regimento da Secretaria de Educação não permite a penalização da criança e do adolescente.

Escritor douradense lança na terça livro sobre 40 anos de carreira
Será lançado na próxima terça-feira (6) em Dourados - cidade localizada a 233 km de Campo Grande - o livro "A Felicidade pela Literatura: Ensaio entr...
Comércio de Ponta Porã funcionará em horário especial neste fim de ano
O comércio de Ponta Porã - cidade localizada a 323 km de Campo Grande - irá funcionar em horário especial neste fim de ano. Os horários e dias foram ...



e uma vergonha duas contra uma.
mulher brigando já não é bonito.
o pai dessa menina tem que ir na escola e pedir uma reunião com os outro dois pai ou responsável
 
celso de jesus gomes em 28/03/2014 07:08:04
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions