A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

07/03/2012 10:20

Vigilância de Corumbá investiga descarte de frascos de vacina em matagal

Paula Vitorino
Medicamentos foram encontrados em matagal. (Foto: Diário Online)Medicamentos foram encontrados em matagal. (Foto: Diário Online)

O descarte irregular de pelo menos 50 frascos de vacinas de uso veterinário é apurado pela Vigilância Sanitária de Corumbá. Os produtos foram encontrados jogados em matagal de uma estrada que dá acesso à Baía do Tamengo.

Veja Mais
Dois homens são presos por suspeita de estupro de adolescentes
Dupla armada invade madeireira e rouba dinheiro do pagamento de funcionários

Foram recolhidos frascos de vacinas BGS Cell e Aftovacin Oleosa. A BGS Cell é utilizada para prevenção da raiva em bovinos, equinos, caprinos e ovinos. Já a Aftovacin é para a imunização de bovinos e bubalinos contra a febre aftosa.

A maior parte das vacinas descartadas irregularmente no meio do mato estava com o prazo de validade vencido. As demais, com vencimento dentro dos próximos meses, devem ser inutilizadas porque não foram conservadas corretamente.

Ambos os produtos veterinários requerem condições especiais de conservação, como a manutenção em temperatura oscilando entre 2 e 8 graus Celsius, por exemplo.

Todos os frascos foram recolhidos pela Vigilância Sanitária e serão devidamente descartados. Além disso, os proprietários de estabelecimentos que atuam na comercialização de produtos veterinários serão notificados pelo órgão sanitário.

Dono - Uma das medidas para apurar quem fez o descarte será consulta a Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro), de acordo com o chefe do Núcleo de Vigilância Sanitária, Hélvio de Barros Junqueira.

"Através do lote desse frasco temos como chegar ao infrator e assim notificá-lo e autuá-lo. No comércio de venda de produtos veterinários vamos notificar todos os estabelecimentos para que providenciem o Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviço de Saúde", afirmou o chefe da Vigilância Sanitária.

Hélvio disse que uma vez identificados os responsáveis, o Código Sanitário Estadual prevê notificação com auto de infração sanitária e aplicação de multa financeira. Se o proprietário de estabelecimento veterinário não tiver local apropriado para descartar os produtos, ele deve procurar a Vigilância Sanitária.

Ele ainda ressalta que tanto clínicas médicas como veterinárias devem ter o plano de gerenciamento para que fatos como o descarte irregular não aconteçam.

"Todo o descarte de materiais, medicamentos e perfuro-cortantes tem que ter local adequado. Notificaremos todos os proprietários desse tipo de atividade", reforçou.

De acordo com o chefe do Núcleo de Vigilância Sanitária, o material encontrado não pertence ao Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) por serem produtos destinados a animais de grande porte.

Já a população que encontrar esse tipo de material deve entrar em contato com a Vigilância de Corumbá pelo telefone 67 3231-0178. O Núcleo de Vigilância Sanitária de Corumbá funciona no posto de saúde da Ladeira, localizado na ladeira Cunha e Cruz.

(Com informações de reportagem do Diário Online)

Dois homens são presos por suspeita de estupro de adolescentes
Dois homens foram presos por estupro de vulnerável em Laguna Carapã, 287 km de Campo Grande. Eles têm 28 e 24 anos e teriam tido relação sexual com a...
Dupla armada invade madeireira e rouba dinheiro do pagamento de funcionários
Dois homens armados invadiram uma madeireira e roubaram R$ 15 mil por volta das 15h30 de ontem (9) no Distrito Industrial de Dourados - distante 233 ...
Homem tem carro roubado por assaltantes armados na MS- 289
Assaltantes armados renderam o condutor de um veículo modelo Vectra e roubaram o carro por volta das 23h desta sexta-feira (9) na MS-289, em Amambai ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions