A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

12/02/2014 16:35

Vítima de estupro a caminho da escola, menina de 10 anos dá a luz em hospital

Zana Zaidan

Uma menina indígena de 10 anos deu entrada na tarde de hoje (12) no Hospital Universitário de Dourados, a 233 quilômetros de Campo Grande, após dar à luz a um bebê no hospital da Missão, na Reserva Indígena da cidade.

Veja Mais
Fiems pede que governo mantenha contratos de incentivos fiscais
Reinaldo chega a Dourados para lançamento e entregas de obras

A criança teria sido vítima de abuso sexual a caminho da escola. A mãe a avó da menina afirmam saber quem teria cometido o crime, mas não registraram boletim de ocorrência, segundo o site Dourados News.

De acordo com a assessoria do HU, o serviço social do hospital e o Conselho Tutelar prestam assistência à família e orientam que procurem a Polícia, assim que a menina sair do hospital. Ela pode ter alta ainda hoje, ou amanhã de manhã, prevê o hospital.

A criança está em um leito do hospital com a mãe e passa bem. Não há informações de quando o bebê teria nascido, sexo ou peso.




Tem muito comentário de pessoas revoltadas pela atitude da mãe e da avó que não denunciaram o caso. Contudo mesmos as leis abrangendo todos os cidadãos devemos nos atentar que o crime foi ocorrido dentro de uma aldeia e sabemos muito bem que crimes indígenas a punição na pratica é bem diferente contendo suas próprias leis e punições. O que devemos nos perguntar não é o que fazer com os culpados e sim com uma criança de 10 anos que teve todos os seus direitos violados com agravamento de um bebe envolvido.
 
Tayná Dias em 13/02/2014 12:44:22
A polícia deveria prender a mãe e a avó até que elas entreguem o estuprador, por que não dizem quem é? Tem gente que aluga a filha e depois não pode entregar porque vai preso junto, isso tá errado, uma criança de 10 anos tendo um filho? Tem que prender a mãe sim senhor. Ou não querem entregar porque foi o cacique ou o pajé que abusaram?
 
maximiliano rodrigo antonio nahas em 13/02/2014 08:34:13
dizia, a mudança desse quadro, vislumbra-se através da política. Políticos sérios que venham sentir a dor dos menos favorecidos a batalharem por reformulação das atuais leis retrógradas. Com leis, vigorosas e rigorosas, com a devida fiscalização em sua justa aplicabilidade, por àqueles que são representantes do povo (políticos), comprometidos com a causa da sociedade, podemos quem sabe vermos dias melhores, com a justiça sendo aplicada com justiça nos injustiçados desse País. Por enquanto, estamos vivendo uma semi escravidão no País, onde temos que trabalhar muito,muito mesmo, para pagarmos durante 6 meses em cada ano os impostos e sofrendo essas injustiças todas. Esse ano haverá eleição. Não venda seu voto por nada.Seu voto tem um valor incalculável. É na urna que vislumbra esperança.
 
João Alves de Souza em 13/02/2014 00:07:58
Sabe porque não denunciaram? Porque vivemos num País da impunidade. Ainda que fizessem um BO. medida protetiva de distância etc. etc...eles já perceberam que isso não lhes garante do infrator do abuso sexual ir a aldeia, ou encontrando a garota indígena na rua viesse a matá-la. Pelo menos, administraram a situação em defesa da vida da moça e de mais pessoas. Como brasileiros que somos, a Constituição Federal estabelece que o Estado deve proteger a vida das pessoas. Mas. isso só vale para pessoas com muito dinheiro, cidadãos sem poder aquisitivo, salve-se quem puder. Enquanto não mudarem o código penal (arcaico)com duras penas a infratores da lei, e a justa aplicação da lei para todos os brasileiros, indistintamente, se tem dinheiro ou não, filho de papai ou não. A mudança desse quadro.....
 
João Alves de Souza em 12/02/2014 23:23:59
Melhor não comentar, porque se eu escrever o que penso disso nem sei onde iria, mais ......... os pais dessa criança, no caso, hoje, os avós deve ter gostado e/ou consentido com o ocorrido, por não ir à polícia na época dos fatos.... Deixa pra lá. Que DEUS de saúde e um futuro melhor para esse bebê que não tem nada a ver com isso.
 
Paulo Rogerio em 12/02/2014 17:17:40
se sabem quem cometeu o crime por que não denunciam?
 
Alex André de Souza em 12/02/2014 17:06:24
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions