A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Janeiro de 2017

04/10/2012 20:12

Vítima que sobreviveu a atentado em Ponta Porã não corre risco de morte

Nyelder Rodrigues e Viviane Oliveira
O crime ocorreu na mesma avenida em que o jornalista Paulo Rocaro morreu há 8 meses (Foto: Tião Prado/Conesul News)O crime ocorreu na mesma avenida em que o jornalista Paulo Rocaro morreu há 8 meses (Foto: Tião Prado/Conesul News)

Ananias Duarte, atingido por tiros de fuzil nesta tarde de quinta-feira (4) no centro de Ponta Porã, cidade localizada a 323 quilômetros de Campo Grande, não corre mais risco de morte.

Veja Mais
Dono de jornal, sobrinho de Fahd Jamil é executado em Ponta Porã
Sem repasse da União, casa de acolhimento pede doações para se manter

Conforme o site Conesul News, ele está no Hospital Regional da cidade, recebendo atendimento médico. 

Além de Ananias, o diretor do Jornal da Praça, Luiz Henrique Georges, conhecido como Tulu, e o segurança dele, conhecido por Gordo Veras, também foram atingidos pelos disparos. Os dois morreram no local.

Os três estavam juntos em uma Pajero, quando foram surpreendidos por dois homens em uma Blazer, de cor preta. Um deles disparou vários tiros de fuzil contra as vítimas.

O crime aconteceu a 100 metros do local em que foi morto no dia 12 de fevereiro deste ano, o editor do Jornal da Praça, Paulo Roberto Cardoso Rodrigues, de 51 anos, conhecido como Paulo Rocaro.

Tulu, diretor do jornal, é sobrinho de Fahd Jamil, empresário que já foi apontado diversas vezes como chefe do crime organizado na região, mas permanece livre.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions