A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2017

15/02/2015 11:16

Vizinho conta que matou professor por ter medo de ser reconhecido

Viviane Oliveira
Os três adolescentes confessaram participação no crime. ( Foto: Emerson Dantas/Jornal da Nova)Os três adolescentes confessaram participação no crime. ( Foto: Emerson Dantas/Jornal da Nova)

Se entregou na manhã de ontem (14), o terceiro adolescente de 16 anos, suspeito de participar no assassinato do professor aposentado Rober Rones Osório, 51 anos, encontrado morto em casa pela empregada na manhã desta sexta-feira (13), no Bairro Campo Verde, em Nova Andradina, distante 300 quilômetros de Campo Grande. Três menores envolvidos no crime foram presos.

Ao Jornal da Nova, a Delegada Daniella de Oliveira Nunes, responsável pelo caso, disse que a vítima foi queimada viva e morta a pauladas. Os adolescentes utilizaram um caibro para executar o professor.

O crime foi esclarecido depois que um menor, vizinho da vítima, que até então estava como testemunha, acabou confessando a autoria e esclarecendo o latrocínio, roubo seguido de morte.

A testemunha que virou autor, contou detalhes de como ocorreu o crime. Ele mostrou aos policiais o celular da vítima e onde estavam as roupas usadas com manchas de sangue, no meio de uma mata próximo da casa dele, todo material foi apreendido e levado para o núcleo de perícias.

O menor relatou ainda que quando chegou à residência da vítima, na noite de quinta-feira (12), o professor estava na varanda da casa deitado em uma rede. O comparsa dele, então, atraiu a vítima e o atacou com uma paulada na cabeça, que caiu enroscado na rede e desacordado.

Os dois adolescentes arrastaram a vítima para o interior da residência e o deixaram na cozinha. Os menores passaram a revirar a casa atrás de dinheiro e objetos de valor. A intenção deles, além de dinheiro, era levar o veículo GM/Celta do professor para o Paraguai.

Além do dinheiro, os menores queriam roubar o carro da vítima. (Foto: Jornal da Nova) Além do dinheiro, os menores queriam roubar o carro da vítima. (Foto: Jornal da Nova)

A dupla, tentando funcionar o veículo, escutou a vítima fazer barulho na cozinha da casa e resolveram deixar o local. Segundo eles em depoimento, estavam sob efeito de drogas.

Cada um foi para sua casa. O vizinho da vítima, recebeu a visita de um terceiro adolescente e contou o que houve. Com medo de a vítima reconhecê-lo, o vizinho pegou um frasco com gasolina e chamou o amigo para voltar até a casa do professor. Não satisfeito com o pouco que havia conseguido, ele queria mais dinheiro e executar o professor, para ele não ser reconhecido, porque frequentava a casa da vítima.

Esse amigo, contou à polícia que ficou do lado de fora da residência vigiando, enquanto o vizinho que era testemunha e virou autor, ateou fogo na vítima e terminou de executá-lo. Os dois deixaram o local com a vítima pegando fogo. Os três adolescentes estão apreendidos e serão encaminhados para uma das Uneis (Unidade Educacional de Internação) do Estado.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions