A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

23/09/2014 10:10

Votação rejeita proposta de indústria e sindicato espera nova oferta

Caroline Maldonado
Funcionários e sindicalistas fizeram manifestação na semana passada em frente a Fibria (Foto: Divulgação/Sititrel)Funcionários e sindicalistas fizeram manifestação na semana passada em frente a Fibria (Foto: Divulgação/Sititrel)

Depois de votação, 67% dos funcionários da indústria de celulose Fibria rejeitaram reajuste salarial de 0,63% oferecido pela empresa em negociação que se estende desde de julho deste ano. Na votação promovida pelo sindicato da categoria, 362 pessoas votaram, sendo 245 contra e apenas 117 favoráveis ao aumento de salário proposto pela empresa, que fica em Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande.

Veja Mais
Morre menina de 11 meses ferida após carro da família capotar em rodovia
Condutor perde controle de caminhonete, derruba poste e foge

O município tem ainda outras duas indústrias de papel e celulose com funcionários representados pelo Sititrel (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Papel e Celulose). Na quarta-feira (24), a votação e apuração dos votos ocorrerá na Eldorado Brasil e na próxima semana entre os empregados da International Paper.

Segundo o presidente do Sititrel, os sindicalistas vão aguardar manifestação da empresa e caso não haja acordo com a Fibria e as demais, o caso será levado ao judiciário. “Agora vamos comunicar a empresa desse resultado e esperar que eles se reunião com os diretores em São Paulo e aguardar uma outra proposta, mas se não tiver vamos à justiça”, explicou Morgão.

A negociação - Os sindicalistas pedem aumento real de 2% no salário dos funcionários das fábricas de papel e de celulose. O Sititrel cegou a cogitar uma paralisação, mas agora planeja apenas resolver o empasse na justiça, de acordo com o presidente da entidade. Na semana passada, os sindicalistas fizeram manifestação em frente a Fibria e International Paper, na esperança de que as empresas fizessem proposta de reajuste maior.

A Eldorado Brasil informou na terça-feira (16) que mantém diálogo aberto com o Sititrel, mas prefere não comentar os assuntos que estão em negociação. Após a manifestação de segunda-feira (15), a International Paper informou que está negociando com o Sititrel, mas não sinalizou uma contraproposta. Na semana passada, a Fibria também confirmou que está em processo de negociação coletiva com o Sititrel, mas assegurou ter apresentado no dia 29 de agosto a proposta final e disse que aguardava votação da proposta pelos empregados.

Morre menina de 11 meses ferida após carro da família capotar em rodovia
Sofia de Almeida Flores, de 11 meses de vida, morreu na madrugada de hoje (5) em Dourados, a 233 km de Campo Grande, após ficar ferida em acidente oc...
Homem de 33 anos é morto com golpes de facão e foice em fazenda invadida
Um homem de 33 anos foi morto a golpes de facão e de foice durante uma briga envolvendo índios na fazenda Novilho, município de Caarapó, a 283 km de ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions