A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 26 de Setembro de 2016

17/03/2013 20:21

Mais dois são presos envolvidos no assassinato de PM em Três Lagoas

Helton Verão e Paula Maciulevicius
Dois suspeitos foram levados a delegacia do Garras (Foto: Marcos Ermínio)Dois suspeitos foram levados a delegacia do Garras (Foto: Marcos Ermínio)

Mais dois acusados de executar o policial militar aposentado Otacílio de Oliveira, de 60 anos, foram presos neste final de semana. A dupla foi trazida para Campo Grande e está detida no Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros). O PM foi assassinado na noite do último dia 6 a tiros, em Três Lagoas

Veja Mais
Polêmicas, lâmpadas de LED mudaram a cara da Afonso Pena
Detran fecha contrato com empresa para registro de documentos por R$ 7,4 milhões

Eles também foram presos em Três Lagoas, durante a operação realizada desde a madrugada de sábado (16), que conta com pelo menos 20 delegados, policiais da PRF (Polícia Rodoviária Federal) e do setor de inteligência da PF (Polícia Federal).

Segundo o delegado do Garras, Antonio Vieira Rossi, com a prisão dos dois, confirma-se a versão de que a vítima havia sido executada por cinco criminosos e não quatro como foi investigado inicialmente. A identidade dos suspeitos não foi divulgada.

Otacílio foi assassinado quando chegava na casa dele pilotando a moto que utilizava para o trabalho como mototaxista. Ele foi abordado por vários bandidos e alvejado por dois tiros nas pernas e dois no abdômen.

 

O sobrinho e um dos executantes do crime, Cleverson foi preso no último dia 11 (Foto: Vanderlei Aparecido)O sobrinho e um dos executantes do crime, Cleverson foi preso no último dia 11 (Foto: Vanderlei Aparecido)

O sobrinho da vítima foi um dos assassinos. Cleverson Messias Pereira dos Santos, de 33 anos, foi detido no último dia 11, quando tentava fugir para a fronteira com a Bolívia.

Wellington Rosa da Silva, de 30 anos, o "Bodão", que estaria dando cobertura aos criminosos, foi morto em confronto com a Cigcoe, em Três Lagoas, no dia seguinte ao homicídio.

João Carlos Olegário da Silva, 19 anos, conhecido por “AK”, “Coruja” ou “Sensação”, foi preso em Presidente Prudente, interior de São Paulo, pela Polícia Civil.

Segundo a Polícia, João declarou que utilizou um, revólver calibre 38 e os demais pistolas 9 milímetros e 380.

O delegado Rossi afirma que existem mais pessoas envolvidas na organização do crime.

Polêmicas, lâmpadas de LED mudaram a cara da Afonso Pena
Principal avenida de Campo Grande está melhor iluminada. Árvores centenárias se destacam no cenário noturno....
Detran fecha contrato com empresa para registro de documentos por R$ 7,4 milhões
O Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito) oficializou a contratação emergencial da Pirâmide Central de Informática, para sistema de registro de...
Alunos denunciam furtos e uso de drogas dentro de escola
No Colégio Estadual Maria Constança de Barros Machado, alunos do curso noturno estão desistindo de estudar em função da violência. Procurada pela TV ...
Ação judicial tenta tornar públicos dados sobre fila da casa própria em MS
A Prefeitura de Campo Grande e o governo do Estado deverão informar a relação de inscritos nos programas de moradias populares, ordem dos próximos a ...



Uai, não era o PCC?
 
Luiz Inácio de Souza em 17/03/2013 22:10:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions