A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Julho de 2014

15/10/2013 14:32

Prefeitura formaliza reajuste extra de 2,82% nos salários dos professores

Edivaldo Bitencourt

Decreto da prefeitura de Campo Grande promove o segundo reajuste deste ano nos salários de aproximadamente 6 mil professores. O aumento de 2,82% faz parte do acordo firmado em maio deste ano com o prefeito Alcides Bernal (PP) e vai elevar o salário da categoria para corresponder a 84% do valor do piso nacional para a jornada de 20 horas semanais.

Veja Mais
Bernal recebe contraproposta de professores, mas não dá prazo para responder
Após rejeitar proposta de Bernal, professores invadem Prefeitura

Com o reajuste desta terça-feira (15), o salário inicial de um docente com jornada de 20 horas semanais passa de R$ 1.286,30 para R$ 1.322,55. O professor com 40h tem o vencimento inicial elevado de R$ 2.572,61 para R$ 2.675,53.

De acordo com o presidente da ACP (Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação Pública), Geraldo Gonçalves, o acordo com a prefeitura é chegar a 100% do piso nacional para a jornada de 20h em outubro de 2014.

Pelo acordo, os salários terão novo reajuste em maio, quando o salário vai representar 92% do piso nacional. Em outubro de 2014, o valor chega a 100%. Sem o novo reajuste no piso nacional, que ocorre em janeiro, os professores vão acumular reajuste de 16,2% até outubro de 2014.

Festa – Para comemorar o Dia do Professor, a ACP promove uma grande festa para 1,6 mil pessoas no clube de campo. A festa começou com café da manhã às 8h de hoje.

Os festejos continuam com o almoço, que conta com 17 porcos no rolete. A ACP representa 6 mil professores da rede municipal e 5 mil trabalhadores da rede estadual.



sou professor de uma cidade no interior da Bahia, trabalho a mais de 12 anos com 20 horas semanais, ganho R§ 678, 00 fora os descontos, e ainda somos obrigados a trabalhar em uma escola distante sem nenhuma gratificação. parabéns pra vocês.
 
gracino barreto em 23/11/2013 16:40:51
Este reajuste, não é extra, é sim fruto de muita luta trabalho, e dedicação, e não é o salário que um professor merece.
A luta não foi ressaltada, o trabalho não foi elencado e a dedicação passa longe desta reportagem. ESTA FALTANDO RESPEITO AO PROFESSOR.
 
Orlando Rodrigues Peralta em 16/10/2013 06:51:08
Olha me desculpe, mas tem horas que é difícil ficar calado, cortesia com o chapel dos outros é demais. Todos sabem que este aumento já estava autorizado para o início deste ano sendo a terceira parcela de um acordo firmado com a categoria no ano passado e que foi adiado e depois reparcelado pela nova gestão é brincadeira.
 
Edson Gomes em 15/10/2013 17:25:39
imagem transparente

Desenvolvido por Idalus Internet Solutions