A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


26/11/2012 08:34

Aqui se paga

Reinaldo Rosa

AQUI SE PAGA - Datena firmou um acordo com a Record nesta semana para acertar o pagamento das multas contratuais de 2003 e 2011. As duas ações chegavam a R$ 50 milhões. Ele vai pagar metade desse valor, parcelado.  

Veja Mais
Radialistas e suas relações perigosas
Profissionais de rádio se aventuram na internet

POR FALAR NISSO – “Aforantemente” a TV Guanandi – como diria Odorico Paraguassu – a Band mantém a comédia bufa de José Luiz Datena no ar. No Brasil Urgente da semana passada, o apresentador encenou bravata com o diretor do programa e “venceu discussão” para colocar no ar reportagem com exibição de esfaqueamento ao vivo. Matéria de imagens dantescas –e desnecessárias de serem exibidas – que até o próprio (Datena) mostrou-se chocado. É a guerra da audiência pela audiência a qualquer custo.

ELAS POR ELES – Telespectadores e telespectadoras opinam sobre atuais atrações da Rede Globo. Segundo eles, as chamadas novelas “das sete e das oito” correm por baixo (no Ibope) e recebem críticas negativas. “Autores veteranos da Globo já deram o que tinham que dar. Suas novas tramas não incendeiam mais o telespectador, que tem a sensação de já ter visto aquilo tudo várias vezes”.

CHORO LIVRE – De forma tática, a Rede Globo se aproxima de segmentos religiosos não católicos. Estão ausentes de suas novelas personagens como a beata evangélica, interpretada por Juliana Paes, em América, que sai dos conselhos do pastor para a vida “dos pecadores”. O filão de adoradores de música gospel que a Som Livre presenteia com seus “contratados” não é nada desprezível. Capitalismo e livre concorrência não são pecados.

PAVIO CURTO – A chegada da Record News, durante o governo Lula, foi acompanhada de protestos da diretoria da Rede Globo que não concordava com outra concorrente tendo dois canais em operação na faixa de TV aberta. O canal de notícias 24 horas no ar da Record não disse a que veio; quarenta ex-funcionários procuram emprego e a hegemonia da Globo News impera. Sossegamos dirigentes globais e a vida segue.

DEU ÁGUA – O grande aparato montado pela TV Morena para as gravações em alta definição para o “Show de Verão” foi realizado com um olho na terra e outro nos céus. As chuva da manhã de sábado deixou seus realizadores com apreensão redobrada. Imperou o amassa-barro na Praça do Papa, mas o show continuou. Feliz Natal da Morena com música sertaneja na ausência de jingle bells de melhor qualidade como presente aos espectadores. Valeu a participação da sempre jovial Delinha.

É NÓIS - O “Show de Verão” é um evento musical da TV Morena desde 1999. Perto de 100 pessoas foram envolvidas na organização de montagem edesmontagem de palco, camarins e área VIP. Apesar das nuvens negras, e tempo de chuva, tudo saiu nos conformes para alívio e prêmio aos esforços detodos que batalharam pela promoção.

MEU BEBÊ – No MSTV 2ª Edição, Cláudia Gaigher anunciava “uma lua muito bonita” na entrevista com os cantores principais da noite. No mesmo noticiário,a apresentadora e meteorologia informava – entre os dentes – que era “esperada chuva para esta noite”. Parecia criancinha confessando para a mãe um pecado quea cabara de cometer.

PAPEL MARCHÉ – Enquanto isso, público menor (em número) foi privilegiado com “música da melhor qualidade”, como diria Cachopa, ao comparecer à apresentação de João Bosco (o original e solo) no Palácio da Cultura. Tapete vermelho aos presentes e à qualidade de repertório.

Datena apela pela BandDatena apela pela Band

SIM, NÃO, QUEM SABE – Ao final do “maior clássico das Américas”, com a vitória do Brasil – nos pênaltis –, Galvão Bueno e Casagrande emitiram comentários favoráveis a técnico Mano Menezes “que, agora encontrou o verdadeiro caminho da seleção brasileira”. Com a queda do comandante gaúcho, repórteres da emissora passaram a citar que “mesmo com 21 vitórias em dois anos, Mano não ganhou das seleções de ponta e seu trabalho já não tinha a proteção do presidente Ricardo Teixeira”. Virada radical de posição.

CALOTES – Pouquíssimos times de futebol brasileiro não estão endividados (com receitas federais, estaduais e dívidas trabalhistas, entre outras). Organização e gestão é o que falta e, quando não administrado sob forma de empresas, poucos são os adimplentes. Pior é constatar que o chamado esporte do povo transformou-se em atração televisiva, através da Rede Globo que é, realmente, quem comanda o campeonato brasileiro de futebol. Plim-plim.

Radialistas e suas relações perigosas
RELAÇÕES PERIGOSAS – O apresentador e agora vereador eleito Lucas de Lima emposta a voz na sua porção de conselheiro matrimonial. No programa noturno...
Profissionais de rádio se aventuram na internet
RÁDIO PRA QUEM QUISER – Amor ao rádio provoca mudança de tratamento no segmento; profissionais fora do escasso mercado radiofônico local ‘fundam’ as ...
Horário engessado limita noticiário de emissora
PLANO DE VOO – Segunda-feira, às 4h10, o ‘Plantão da Globo’ anuncia a queda do avião com a delegação do Chapecoense. Um minuto após, volta a exibição...
Crise afeta dízimo e vida de TVs de evangélicos
MILAGRE ECONÔMICO – Com a crise econômica nos últimos anos, os fiéis de igrejas evangélicas sumiram dos templos e murchou a principal fonte de pagame...



Muito bom acompanhar a sua coluna que de maneira "diferente"traz o que é sério e a muvuca dos principais meios de comunicação.Seria bom que acompanhasse as rádios comunitárias e as TV'S estatais e constatar se é ou não pertinente estes meios de comunicação que fazem de tudo para atender demandas locais.
 
Roberto Wolf em 30/11/2012 10:45:32
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions