A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 19 de Janeiro de 2017


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


26/03/2014 09:26

Celeiro de craques locais

Reinaldo Rosa

LUZES AÇÃO - A implantação de cursos de comunicação em Mato Grosso do Sul resultou em grande número de profissionais para o mercado de trabalho. Objetos de desejo de muitos comunicadores, o jornalismo televisivo continua registrando novas caras em busca dos holofotes.

Veja Mais
O espaço do futebol de MS nas emissoras locais
Pautas importantes passam batidas em noticiários locais

ESPELHO MÁGICO - Em início de carreira é normal que tais jornalistas encarem as câmaras de TV calcados na cola na forma de algum expoente em nível nacional, normalmente para executar seu trabalho. Aexpectativa é que, com o tempo, tenham forma própria de se apresentar.

CURRICULAR - A chamada 'programação local' de repetidoras de TV de Mato Grosso do Sul tem revelado talentos que, por razões diversas, demoram a encontrar colocação digna. Seja pela exiguidade de canais de comunicação ou pelo inefável condão umbilical que une emissoras e órgãos públicos.

É NOSSO - Junções puramente políticas atuam como forma de nivelar o padrão de qualidade exigido para o bom convívio entre as partes -emissoras e o 'maior anunciante'-. Alguns apresentadores estão fora do ar por simples atendimento de empresários solícitos em agradar o humor de chefes de facções políticas de plantão.

SER OU NÃO SER - Profissionais pagam alto preço pela difusa forma de administração do setor de comunicação local. Seja por opções político-partidárias ou de segmentação religiosa. Nesse pacote de caminhos a seguir a escolha nem sempre contempla o desejo de realização do novo integrante do mercado de trabalho.

EU NASCI ASSIM - Comportamento pessoal também conta na realização profissional. Redes sociais são usadas para desempregados apresentadores de TV local desabafar por tomar para si comentários que, nem sempre, lhes digam respeito. Destilando amargura em seus escritos -com sua carinha na foto-, nem se preocupam que os mesmos serviriam como prova em eventuais processos.

À MESA - Entrevista com Gil Gomes no Domingo Show, da Record, serviu para segurar até cansar a audiência do novo programa. O mesmo princípio norteou o gran finale de O Povo na TV, no SBT/MS, com personagem que engole sapos. Nada mais indicado para a hora do almoço. Bom apetite.

MARCHA A RÉ - O movimento da Marcha da Família Com Deus, em Campo Grande, repetiu os pífios resultados acontecidos no resto do país. Passageiros da Kombi -que os transportou até as imediações do Comando Militar do Oeste- realmente não conhecem os meandros dos acontecimentos da ditadura militar. Pauta morta para a imprensa falada, televisada e escrita.

PAREDÃO DE QUARTA - Ao sair do BBB14, Clara Aguilar [1] não sabe o que a espera. Seu marido, Fabian Aguilar, afirmou que "se soubesse que ia ser assim, nem me casava". Anunciou separação e volta para o exterior.
Simples assim.

Links:
------
[1] http://televisao.uol.com.br/bbb/bbb14/participantes/clara

O espaço do futebol de MS nas emissoras locais
TABELINHA – Consagrado cronista esportivo de Campo Grande ‘veste uniforme’ para entrar em campo. Durante (longuíssimos) dois meses, radialistas do mu...
Pautas importantes passam batidas em noticiários locais
FILHOS DA PAUTA – Muitos pauteiros de plantão não dedicaram uma linha para assunto digno de discussão. No país que tem a Educação cantada em prosa e ...
Férias de notícias nas rádios é mudança certa de estação
RETROSPECTIVA E PERSPECTIVA – Melhor spot de rádio em 2016, mensagem do 'paraguaio' para marca de tereré continua líder neste início de ano. QUE M – ...
Crise nos presídios e a crônica policial fora de contexto
BANDIDO BOM, BANDIDO MORTO – Redes de TV exibiram farto material sobre mortes em presídios de Manaus e Roraima. Ministro da Justiça convoca reunião d...



EQUIPE & CONTEÚDO
Como no rádio não é necessário ter carinha bonita, a hora é agora para a emissoras AMs que migrarão para FM. Com igualdade na qualidade de som, a rádio que tiver equipe, profissionalismo e programação com conteúdo vai dar de goleada. Aliás, tá na hora dos donos de rádio começar a valorizar seus profissionais e lembre-se: Dono de rádio sozinho não faz nada e corre sério risco de levar sua empresa a falência, principalmente no interior.
 
Ronaldo Regis em 26/03/2014 11:30:28
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions