A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


30/01/2013 10:45

Concorrência de telejornais locais qualifica editorias

Reinaldo Rosa

NOTÍCIA BOA - O Jornal do SBT local 1ª Edição vai conquistando público, de mansinho. Tendo o Povo na TV servindo de ‘gancho’, o informativo consegue importante –e salutar- progresso frente à concorrência com a TV Morena no horário.

Veja Mais
Profissionais de rádio se aventuram na internet
Horário engessado limita noticiário de emissora

DEPOIS DE ARROMBADA – Logo após os incêndios dos edifícios Andraus e Joelma, em São Paulo, no final dos anos setenta, transmitidos ao vivo pela televisão, várias providências foram tomadas para evitar tragédias iguais. Passada a comoção tudo voltou ao normal; com novos acontecimentos semelhantes.

REPLAY –O mesmo acontece agora, com o infausto acontecimento da madrugada de domingo passado, em Santa Maria-RS. De ingredientes novos, quatro prisões e anúncios de medidas de seguranças espalhadas no país por autoridades do setor. Até quando irá essa vigilância?

QUASE PARANDO–Aos poucos –e muito aos poucos- telespectadoras e telespectadores fazem reais avaliações das programações das redes de televisão do País. Aos domingos, especificamente, a audiência vem caindo em quase todas. A Band registrou progresso nos anos 2011 e 2012, graças ao Pânico; saiu de 1,3 em 2002 para 2,5 pontos em 2011 e média de três no ano passado.

QUEM MAIS PERDEU - Em 2002, a média dos domingos na Globo foi de 20,3 pontos. Em 2011, caiu para 14,6 pontos e, no ano passado atingiu 12,9 pontos. Aproximadamente 806 mil pessoas deixaram a emissora no período, conforme levantamento realizado pelo Ibope. Reflexos do ‘quem sabe faz ao vivo’, aquelas espiadinhas, etc.

À REMETENTE – Prezada Anne, esta coluna não é de crítica; é opinativa. ‘Tanta coisa boa nos outros canais’ é exercício de subjetividade. A ‘coisa boa’ que passa pelos canais de comunicação é obrigação de quem se propõe fazê-la. Programa do Ratinho, Eliana, Gugu, Rodrigo Faro, Faustão, Luciano Huck e Xuxa não oferecem nada capaz de colocar o ocupante deste espaço à frente da televisão. Só por dever de ofício. PS: espero que você passe mais vezes por aqui agora que matou a curiosidade. Saudações.

PREZADA PAULA - Este é um lugar (como você diz) onde o Campo Grande News abre espaço para debates e tendência de ideias. Pró e/ou contra tudo aquilo que está intrinsecamente ligado aos leitores. Aqui não são apontados defeitos; apenas observações que podem, ou não, serem aceitas. Colunismo social existe em outros canais. Abraços.

Profissionais de rádio se aventuram na internet
RÁDIO PRA QUEM QUISER – Amor ao rádio provoca mudança de tratamento no segmento; profissionais fora do escasso mercado radiofônico local ‘fundam’ as ...
Horário engessado limita noticiário de emissora
PLANO DE VOO – Segunda-feira, às 4h10, o ‘Plantão da Globo’ anuncia a queda do avião com a delegação do Chapecoense. Um minuto após, volta a exibição...
Crise afeta dízimo e vida de TVs de evangélicos
MILAGRE ECONÔMICO – Com a crise econômica nos últimos anos, os fiéis de igrejas evangélicas sumiram dos templos e murchou a principal fonte de pagame...
Jornalismo local está cada vez mais nas redes sociais
ASSISTINDO AGORA – Uma semana do novo ‘Tribuna Livre’, na Capital FM, com transmissão, também pelo Youtube. A novidade ainda não empolgou a linha de ...



Rádios em Campo Grande: Será pedir demais que alguma rádio toque músicas clássicas, orquestradas, Pixinguinha, Ernesto Nazaré, Altamiro Carrilho, Gal Costa, Handel, Bethoven, VPC, Tonico e Tinoco, Pedro Bento e Zé da Estrada, Inezita Barroso, Sérgio Brito, Roberto Carlos, ARi Barroso, músicos locais, Pena Branca e Xavantinho, Pereira da Viola e tantos outros esquecidos dos programadores, até das rádios das universidades?
 
Alcenair Nobre Costa em 31/01/2013 08:22:12
Amei a coluna, acho muito importante este espaco onde o telespectador podem participar e os profissionais podem e devem melhorar.infelizmente em campo grande a grande maioria usa os programas de televisao pra promover-se politicamente, e uma pena,porque qualidade de materias explorativas em cima de uma comunidade carente nao tem graca nenhuma, acho este povo na TV uma tremenda palhacada de mal gosto do apresentador sem graca que forca a amizade pra se promover, ja o Jornal da Recod meus parabens a equipe de jornalismo.
 
Elizabeth Tayloryankovich em 31/01/2013 00:32:15
Bom não sei si o jornal do SbtMs esta tento efeito, acho o editorial deles muito sem graça, confesso que prefiro mil vezes assistir o povo na tv, do que picarelli Aff.. Mais em questão de telejornal local que pra mim, que tem uma equipe excelente e que não foi falado, e o MS RECORD da TV MS RECORD, Este sim e jornalismo verdade e com voz do telespectador ..
 
Junior Araújo em 30/01/2013 16:09:39
Realmente a Rádio Uniderp é a unica que salva no nosso dia a dia, deixando de lado as mesmas coisas tocadas nas demais, porém a programação de um certo tempo pra cá está totalmente esquecida aparentando que ligaram um playlist com músicas que ficam se repetindo durante todo dia.
Seria bom que voltasse ao tempo em que tocava flash-backs nacionais e internacionais, pop, rock e MPB.
Acho que perderam o HD da rádio e conseguiram recuperar somente parte das músicas.
 
Marcelo Mendes em 30/01/2013 11:54:07
É possível verificar uma sensível melhora nos telejornais de Campo Grande, porém, dá angústia quando o entrevistador ou repórter, faz uma pergunta tão longa e que muitas vezes induz o entrevistado a uma resposta pretendida. Pior ainda, é quando o telespectador percebe que sobrou tempo, o assunto acabou e o profissional começou a repetir perguntas. Nesse momento, eu troco de canal ou desligo.
 
Hilda França em 30/01/2013 11:12:23
Ops...desculpe Reinaldo..não é Rádio/Escola esim LABORATÓRIO........ masmesmo assim fica ai caso aceite adica pra vc tecer os seus sábios comentários quanto a programação da mesma.
 
Gilson Giordano em 30/01/2013 11:08:21
Ola Reinaldo,primeiro parabéns pela coluna muitissimo bem escrita, leve e boa de se ler.. aproveitando esse espaço gostaria ver ver com o colega (apesar de não ser formado sou jornalista,também) a possibilidade de tentar "sacudir' o pessoala FM Uniderp - Rádio/Escola quanto a programação musical.. pois de cada digamos 20 músicas "tocadas" apenas no máximo umas cinco são nacionais e a bem da verdade.. aquelas que nem mesmo os "cantores" sabem que são eles..fica ai adica pra vc é claro,case aceite.No mais,um abraço e sucesso.
 
Gilson Giordano em 30/01/2013 11:04:24
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions