A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2017


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


13/05/2016 10:09

Espetáculos na telinha punem políticos de MS

Reinaldo Rosa

GALHO EM GALHO – Sindicatos de jornalistas e radialistas de MS são os mais democráticos do país. Profissionais locais mantêm, concomitantemente, atividades em diferentes emissoras de rádio e retransmissoras de TV. Ética e legalidade se misturam de forma inusitada.

COBERTOR CURTO – Mais do que excesso de talento, radialistas são obrigados a se virarem nos trinta por culpa do ‘profissionalismo’ de dirigentes da comunicação. Em centros mais avançados do país, salários condizentes com a realidade evitam tal prática.

SEGUNDOS DE FAMA – Aparecer na televisão é sonho de todo político; por mais que o próprio valorize sua significância. Se for em rede nacional, melhor ainda. Políticos de Mato Grosso do Sul experimentam o reverso da medalha, como protagonistas ou simples papagaios de pirata.

QUASE – Frames do papel de Robin Wood de Eduardo Cunha, interpretado pelo deputado Carlos Marun, sepultaram-lhe o sonho de candidato a prefeito de Campo Grande. Por enquanto. Registros na TV devem perdurar por algum tempo na memória do eleitor.

DANTESCO – Cenas da telinha regional, reverberadas pelo rádio e imprensa escrita, mostraram mais um capítulo do mar de lama asfáltica de MS. Fragilidades administrativas – idênticas ao material aplicado – avalizaram o anunciado desejo de aposentadoria de ex-chefe do executivo guaicuru.

E EU? – Seguindo o mesmo script de Marun, o deputado federal Paulinho da Força, de São Paulo, recebeu o devido prêmio. O partido Solidariedade ficou de fora da esplanada do Ministério Temer. Simples assim.

CHAMA QUE NÃO FALTA – Elson Pinheiro, no programa ‘Os donos da Bola’, na TV Guanandi, questionou o porquê de a cidade de Bonito servir de palco para o desfile da tocha de Carlos Arthur Nuzman. O município se juntou a trezentos outros que se dispuseram a colaborar com o caixa do COB. Só isso.

INSÍPIDO – Redes de TV nacionais anunciaram nomes, partidos e regiões de componentes do ministério empossado nesta sexta-feira. Quatro representam a região nordeste; dois, são do Centro-Oeste: Mato Grosso e Goiás. Mato Grosso do Sul, claro, ficou de fora.

ANÁRQUICO – Baseada em fatos reais, ‘Morte acidental de um Anarquista’, comédia de Dário Fo, prêmio Nobel de Literatura em 1997 e um dos dramaturgos mais importantes da atualidade, diverte e esclarece, aprofunda e critica a vida em sociedade. Promoção de Pedro Silva e Jamelão estará no palco do Teatro Glauce Rocha, dias 18 e 19 de junho.

VC NA COLUNA – “Alguns prefeitos simplesmente dispensaram a passagem da tocha, por conta do custo cobrado por promotores ou patrocinadores etc. Quanto será que Campo Grande vai gastar nisso?”. Avelino Neto

SEXTA-FEIRA 13 – Rei morto, rei imposto.

Programa resgata causos do futebol regional
CONTA OUTRA – O futebol sul-mato-grossense – graças a alguns – vive na história do torcedor local. Jogadores, dirigentes e técnicos estão no ‘Conto d...
Público dando um show no futebol de MS
QUEM NÃO AJUDA – Domingo de ‘Comerário’ no Morenão. Se dependesse apenas dos torcedores, o futebol de Mato Grosso do Sul teria vida longa no cenário ...
Caso da primeira-dama hackeada passou batido
EMPODERADO II – Talmir Nolasco, outro personagem histórico do rádio de MS, ‘deu um tempo’ aos microfones. Depois de atuar na campanha eleitoral do PS...
Rádio local disputa espaço com futebol na TV fechada
EMPODERADO – Personagem da história do rádio sul-mato-grossense, Nivaldo Mota atualmente dedica o talento em outras ondas. Em tempo real, entrevista ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions