A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


12/12/2012 08:50

Futilidades e alienações: mais um campeão de audiência

Reinaldo Rosa

ALIENAÇÃO EM REDES – Abordagens sobre televisão em Mato Grosso do Sul passam, necessariamente, pelos programas criados pelas matrizes Globo, SBT, Record e Band. Em níveis regionais as repetidoras, em sua maioria apenas ecoam o que aquelas produzem. O Brasil, cantado em prosa e verso como possuidor de uma das melhores televisões do mundo, não sai de patamares medíocres na área de educação.

Veja Mais
Horário engessado limita noticiário de emissora
Crise afeta dízimo e vida de TVs de evangélicos

ELA POR ELA - A cada ano a televisão cresce em tamanho: temos até uma de 56 polegadas. Em HDTV e/ou 3D podemos ver a alienação em suas cores mais nítidas. A alta tecnologia não consegue esconder a burrice e futilidades escancaradas no ar das programações. Jogam tudo na audiência pela audiência.

MEA CULPA - Por responsabilidades outras, a educação não mostrou progresso e qualificação no corpo docente nem incentiva a que jovens tenham empenho nos bancos escolares. A classificação do ensino do país é pífia em relação ao resto do mundo; ser penúltimo é tão humilhante quanto último. A comunicação televisiva tem, sim, sua parcela de culpa neste processo.

EMBUTECENDO - As redes de TVs, por mais avançadas em tecnologia, não conseguem fazer com que parte de espectadoras e espectadores saibam distinguir entretenimento com informação. Se telenovelas e programas de auditório fazem parte da grade de programação, mereceriam maior destaque os noticiosos, entrevistas, reportagens, etc.

GARANTIDO - Fazer turismo através das criações de Glória Perez é econômico, mas alienante. E repetitivo. Conhecer costumes de outros povos é bom; conhecer os nossos é ainda melhor. Só que não é essa qualidade de educação que se espera dos governantes. Japão e Coréia se reergueram no pós-guerra em menos de 50 anos. E redes de televisão preocupam-se com audiência em detrimento do esclarecimento.

CHACRINHA CONTINUA - A ditadura militar manteve ridículos censores nas redações dos principais jornais – e não tão – pelo Brasil afora. Lamenta-se que, em tempos de democracia, a imprensa exerça o papel do Estado em educar o povo através da informação. E com a preguiça do brasileiro pela leitura, temos o que temos hoje; seguidores de Elianas, Gugus, Ratinhos, Faustões e o paternalista Luciano Huck.

MÍNIMO ESSENCIAL - Sites e jornais impressos ganham projeção perante o público porque dão ênfase ao que se passa na cidade; no estado; no país e no mundo. Por outro lado também têm suas editorias de acontecimentos sociais; fofocas de celebridades e diversão. Na medida certa; em menor escala.

FUTURA - No mundo do pão e circo, da Rede Globo, temos Globo Educação, Globo Ciência, Globo Ecologia, Globo Universidade e Ação. Esse mix de educação vai ao ar entre 6h03min e 7h30min, aos sábados. Acorda menina. Se puder.

BAILE NA FORMATURA - Sem um modelo eficiente de educação oficial e redes de comunicação aplicando em programas que proporcionem audiência, temos, nas escolas e universidades, um treinamento e formação de futuros medíocres profissionais. Vide exames das OABs e Associação Médica de São Paulo com suas altas taxas de reprovação aos formandos de referidas categorias.

MALAS E BOLSAS – Que não se crie Bolsa Escola Para Reprovados no Exame da Ordem.

UMA BELEZURA – ‘14 851 reclamações sobre serviços de prestadoras de TV por assinatura foram registradas em julho de 2012. As reclamações tratavam de questões na cobrança dos pagamentos e à demora no cancelamento de assinaturas (16,4%), além de falhas no aparelho ou na transmissão”. Beirando os 200 milhões de habitantes, o país possui 15,7 milhões de assinaturas de TV. Fonte: revista Veja.

FIO DA NAVALHAPrograma do Ratinho: a dúvida entre baixar e aumentar o nível.

A QUEM POSSA – Na promoção do SBT MS, domingo, na Esplanada Ferroviária, o apresentador Tatá Marques informou que ganhou ‘o maior presente’ com um instituto de pesquisa informando sobre a liderança de O Povo na TV na cidade. Também soltou a pérola de que ‘o apresentador do SBT de São Paulo se disponibilizou (sic) a vir até aqui, hoje”.

Horário engessado limita noticiário de emissora
PLANO DE VOO – Segunda-feira, às 4h10, o ‘Plantão da Globo’ anuncia a queda do avião com a delegação do Chapecoense. Um minuto após, volta a exibição...
Crise afeta dízimo e vida de TVs de evangélicos
MILAGRE ECONÔMICO – Com a crise econômica nos últimos anos, os fiéis de igrejas evangélicas sumiram dos templos e murchou a principal fonte de pagame...
Jornalismo local está cada vez mais nas redes sociais
ASSISTINDO AGORA – Uma semana do novo ‘Tribuna Livre’, na Capital FM, com transmissão, também pelo Youtube. A novidade ainda não empolgou a linha de ...
Rádios locais praticamente ignoram produção premiada
FAMOSO QUEM – Almir Sater e Renato Teixeira estão incluídos em pequeno nicho de emissoras de Mato Grosso do Sul que executam suas músicas na programa...



...Lembro daquele filme sugestivo: "idiocracy". Vale à pena assistir, parece que o futuro é aquele...
 
sarita souza em 13/12/2012 15:33:22
Gostei do seu post, na medida dos acontecimentos. Agora esse problema de alienação é psicológico e esta afeto a cada individuo, portanto de difícil solução. É coisa interna e sabemos que esses problemas não se resolve com conversa...é preciso mudança de mentalidade individual. Porém, acho que você captou o espírito da coisa como ela é, e esperamos que as pessoas compreendam que esse comportamento só beneficiam os poderosos e não ao país! Parabéns!
 
Vicente de Paula em 13/12/2012 09:08:31
Meus parabéns por seu comentário e espero que em breve alcancemos um nível no mínimo aceitável nas programações da TV aberta deste país. Fico pensando que deveria ser proibida a repetição de um mesmo filme mais de uma vez ao ano, na mesma emissora, por exemplo. É uma vergonha o que fazem com nossa população menos favorecida e o pior de tudo é que o povão nem se dá conta de que quase tudo que consome na telinha é lixo. Resultado, todos estão contentes com o que tem, afinal não provaram nada melhor que isso. Como sempre: "pão e circo".
 
Wagner Siqueira Gonçalves em 12/12/2012 10:30:39
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions