A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 22 de Fevereiro de 2017


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


02/03/2015 11:10

Mato Grosso do Sul está mal de saúde

Reinaldo Rosa

CENTRO DE ONCOLOGIA DE PAPEL - Em Corumbá, sucursal da TV Morena noticiou que o paciente Sebastião Rocha foi internado na U.T.I. do hospital da cidade enquanto Teresinha Medeiros, 82 morreu. A suspeita é o de mau uso do medicamento Fluorouracil. Domingos Albaneze, Diretor Técnico da entidade deu lacônico parecer sobre o caso.

VAI CHEGAR - “O Ministério da Saúde destinará equipamentos para radioterapia até março de 2014 ao Hospital Universitário em Campo Grande e a unidades em Corumbá e Três Lagoas”. Ginez Cesar em março de 2013, na TV Morena.

VC NA COLUNA – “Centro de Oncologia com mortes de pacientes; mesmo quadro de Campo Grande na Santa Casa. Mesmo medicamento, mesmo tipo de câncer, mesmo médico. É revoltante. A Rede Feminina de Corumbá durante o mês de março estará de luto, com fitas pretas no uniforme. Hospital querendo esconder as coisas; um descaso total”. (Luciana Cândia)

DESAFIO – A Rádio Educativa FM encarou de frente o fato de promover mudanças radicais em sua programação. Respeitando opiniões contrárias a emissora colocou em sua grade diária o que muitos consideram ‘focos de rádios comerciais’. Com antena que abrange, atualmente, um raio de 200 km no entorno de Campo Grande, o compromisso é o de atingir todas as cidades do Estado.

DIAL INCLUSIVO - Conforme realese distribuído na noite em que anunciou a nova programação, a Educativa afirmava que “mudou para atender todos os sul-mato-grossenses”. Com tal objetivo, seria difícil manter grade ‘blues e derivados e/ou funk’ ao ouvinte menos exigente, residente nos diversos e longínquos rincões de Mato Grosso do Sul.

NIVELANDO – No mesmo informe, a 104 anuncia que “todos os ritmos, grupos e ouvidos serão bem-vindos, passando a ter a sua cara”. Admitindo ser um painel de opiniões e canal aberto a sugestões e reclamações, dentro da própria emissora existem vozes dissonantes quanto às novas propostas. Demonstração de democracia em canal de aproximação com a sociedade.

POR DECRETO - As emissoras do governo, geridas pela Fundação Jornalista Luiz Chagas de Rádio e Televisão Educativa de Mato Grosso do Sul (FERTEL), recuperaram os nomes originais e passam a ser denominadas de Educativa FM 104,7 e TV Educativa MS. O decreto sacramenta o processo de recuperação das emissoras públicas, que nos últimos oito anos passou por um processo de desmonte.

Programa resgata causos do futebol regional
CONTA OUTRA – O futebol sul-mato-grossense – graças a alguns – vive na história do torcedor local. Jogadores, dirigentes e técnicos estão no ‘Conto d...
Público dando um show no futebol de MS
QUEM NÃO AJUDA – Domingo de ‘Comerário’ no Morenão. Se dependesse apenas dos torcedores, o futebol de Mato Grosso do Sul teria vida longa no cenário ...
Caso da primeira-dama hackeada passou batido
EMPODERADO II – Talmir Nolasco, outro personagem histórico do rádio de MS, ‘deu um tempo’ aos microfones. Depois de atuar na campanha eleitoral do PS...
Rádio local disputa espaço com futebol na TV fechada
EMPODERADO – Personagem da história do rádio sul-mato-grossense, Nivaldo Mota atualmente dedica o talento em outras ondas. Em tempo real, entrevista ...



"DESAFIO – A Rádio Educativa FM encarou de frente"
redundância...

dá pra encarar de outra forma?
 
luciano pereira dos santos em 02/03/2015 16:14:33
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions