A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


04/10/2013 09:48

Notícias correm soltas nos bastidores

Reinaldo Rosa
Gêmeas fazem aniversário nesta sexta-feiraGêmeas fazem aniversário nesta sexta-feira

FESTA PORTUGUESA COM CERTEZA – Equipe esportiva com tradição em transmissão dos jogos da serie B foi impedida de desenvolver suas funções na partida entre Portuguesa de Desportos e Corinthians, no Morenão. Time acostumado a repercutir festas e eventos teve tapete vermelho sob os pés para trabalhar onde aqueles radialistas tiveram seu caminho cerceado pela FFMS. Essa dicotomia foi acusada – e realçada - pelo leitor da coluna Jacson Blank.

Veja Mais
Radialistas e suas relações perigosas
Profissionais de rádio se aventuram na internet

PÍLULA DA HORA – Ao contrário do que foi informado neste espaço, o Tribuna Livre, da FM Capital, vai ao ar no mesmo dia através do site da emissora. “Ele (o noticioso) entra no ar a partir das 9h30min”, informa Marco Antonio de Farias. Pelo viamorena.com a transmissão é no mesmo dia e hora.

CORREÇÃO DE TEXTO – O anúncio veiculado em jornal diário impresso referente ao noticioso da FM Capital foi devidamente corrigido. Saiu acento agudo e entrou a digna crase nos devidos lugares. Pingos nos is.

POR ONDE ANDA – “Oi, Rei! Estou trabalhando, loucamente em produções culturais... Tenho um livro pronto, e um ensaio fotográfico "no forno". Estou preparando ainda um documentário sobre o programa Recado (1ª revista ao vivo do MS), e recolhendo vídeos, fotografias e entrevistas”. Parte (‘autorizada’) da mensagem enviada por Marilu Guimarães sobre suas atuais atividades. Colaborações, apoios e patrocínios são bem recebidos pela atuante e serelepe jornalista, advogada, ex-deputada estadual e federal, etc.

CULTURA A FORCEPS – Transcrição de importante matéria deste Campo Grande News. “Agora nem a falta de dinheiro justifica as cadeiras vazias. As apresentações de dança, teatro e música trazidas por projetos do Sesc, produções de altíssimo nível, passam a ser de graça. Antes, com preços considerados irrisórios, se pagava no máximo R$ 20 pelo ingresso. A partir de hoje, até o final de 2014, todos os espetáculos estão de portas abertas só esperando as palmas do público. A entrada franca é mais um estímulo para o campo-grandense aderir à cultura. O Lado B vestiu a camisa na luta para encher o teatro”. Compartilhe.

SOBRA ESPAÇO – Através do rádio é possível evitar a alienação (algumas vezes provocada pelo próprio). Além de ouvintes ligados –e que aprovam- programações inebriantes, existem aqueles que apreciam a informação. O radiojornalismo tem grande lacuna à disposição de profissionais que buscam aplicar em qualidade da cidadania. Horário nobre do rádio é bem maior do que o da televisão. Que verifiquem os interessados.

FONTE E ANONIMATO – Equipe de radiojornalismo tem em mãos (ou no computador) pesquisa-relâmpago que informa sobre melhor horário para um noticioso em emissora de rádio, da capital. Não sem razão, os números refletem a vontade de ouvintes interessados em saber o que se passa através da comunidade formadora de opinião; tanto no quesito horário quanto no da necessidade de maior número desse tipo de atração por ondas hertzianas.

FALA POVO – “Sempre que escrevo para a coluna, coloco meu nome e e-mail verdadeiros. Fica fácil me achar nas redes sociais. Entendo e aceito sem nenhum problema, as críticas dirigidas a mim, afinal presto um serviço público. Sobre as críticas do leitor "Jacson Blanck" (não o encontrei nas redes socias) sobre a cobertura da Equipe Festas e Eventos no jogo do Cortinthians e Portuguesa, quero afirmar que é um evento aberto a todos. Sou jornalista esportivo há 24 anos. Diplomado, Pós Graduado e Mestrando em Comunicação Social pela UFMS. Roberto Carlos fará um show em Campo Grande. Quer dizer que por ser do Esporte eu não posso cobrir o evento? Esse pensamento pequeno, que inclusive a imprensa esportiva tem, de que o futebol é nosso. E, só nós do esporte podemos cobrir tem que acabar. Pensemos grande”! Ramão Cabreira, jornalista

FALA POVO II – “Sou leitora da coluna e, até que em fim, um elogio aos nossos amigos da crônica esportiva, que só recebem critica aqui. Gostei do que o caro colunista escreveu do narrador Elson Pinheiro, ele merece isso e muito mais. "Operariano de quatro costados" não diferencia jogo, a emoção é a mesma, pode ser Corinthians e Portuguesa, como Campo Grande x Saad, ele consegue nos prender ao lado do rádio, se ainda não ouviu passe a ouvir, e comprove o que digo”. (Maria Graciliana)

LILI VEM AÍ – Cachopa reverberou trabalho deste espaço em seu programa de rádio, pela FM UCDB. E, porque amanhã é sábado, tem samba da melhor qualili.

PARABÉNS A VOCÊS – Thaynar e Thamires (foto), duas gêmeas lindas –leitoras obrigatórias- da coluna aniversariam nesta sexta-feira. Beijos da mãe coruja e galera admiradora da dupla.

Radialistas e suas relações perigosas
RELAÇÕES PERIGOSAS – O apresentador e agora vereador eleito Lucas de Lima emposta a voz na sua porção de conselheiro matrimonial. No programa noturno...
Profissionais de rádio se aventuram na internet
RÁDIO PRA QUEM QUISER – Amor ao rádio provoca mudança de tratamento no segmento; profissionais fora do escasso mercado radiofônico local ‘fundam’ as ...
Horário engessado limita noticiário de emissora
PLANO DE VOO – Segunda-feira, às 4h10, o ‘Plantão da Globo’ anuncia a queda do avião com a delegação do Chapecoense. Um minuto após, volta a exibição...
Crise afeta dízimo e vida de TVs de evangélicos
MILAGRE ECONÔMICO – Com a crise econômica nos últimos anos, os fiéis de igrejas evangélicas sumiram dos templos e murchou a principal fonte de pagame...



Oportuno o questionamento do Helio Silva sobre aceitação pelo mercado de uma emissora exclusiva de noticias e prestação de serviços. A experiencia da CBN em Campo Grande serve de bussola para aprimorar novo momento . Toda comunidade precisa do veiculo rádio e CG não é diferente. Dificil é convencer mercado publicitário apoiar inovações. Oxigênio sempre é preciso...
 
Roberto Chamorro em 07/10/2013 09:53:15
Ainda sobre o "Festa Portuguesa". Não sou advogado da CBF/TV Globo, mas é bom esclarecer. É bom dar os nomes aos "bois". A equipe "impedida" de transmitir o jogo Portuguesa e Corinthians foi o da Via Morena. O leitor desta coluna deve saber que as duas entidades são detentoras dos direitos de imagens das competições (e pagam caro por isso). Os colegas do MS sabiam e sabem muito bem disso e portanto não deveriam ter qualquer reclamação. Sobre o Festa e Eventos, o caro Ramão Cabreira tem razão. Ou então não poderia deixar, por exemplo, da equipe de reportagem do programa "CQC", por exemplo de fazer as matérias. O que precisamos é sensibilizar a produção do Festa e Eventos e de estar nos nossos jogos. No próximo domingo já seria uma boa pauta. TEREMOS Operário e Ubiratan, 15h, Que tal!
 
Cláudio Severo em 06/10/2013 14:08:16
Caro Reinaldo, vários comentários seus remetem aos noticiosos radiofônicos como uma crescente na cidade, e uma emissora exclusiva (Band News, CBN) em Campo Grande teria mercado e aceitação?? Há cidades menores e interioranas que já contam com uma destas.
 
Helio Silva em 04/10/2013 11:17:47
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions