A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


01/02/2016 11:45

Novas campanhas, velhas práticas no rádio

Reinaldo Rosa

NEM TANTO MESTRE - Pesquisas informam que a televisão é o veículo mais sintonizado na América Latina; no horário nobre (noturno), claro. Pessoas que trabalham – formam e têm opinião – abrem mão do rádio por motivos óbvios.

Veja Mais
Horário engessado limita noticiário de emissora
Crise afeta dízimo e vida de TVs de evangélicos

VOCÊ PEDIU - Comadres, donas de casa e legião de menor esclarecimento ficam à mercê do que lhes é oferecido pelo rádio. Na grade do jornalismo e musicais, certos locutores se valem de programações duvidosas para lançarem-se nas aventuras e desventuras da política.

VAI QUE COLA - Ações periféricas aos verdadeiros ideais da radiodifusão deixam a qualidade de lado e, aos descompromissados com ela, o que interessa é cabalar votos de ingênuos. Profissionais (?) da comunicação radiofônica de Campo Grande já – há algum tempo – estão em plena atividade para, com as bênçãos de deuses e siglas partidárias, ‘ver no que dá’ tal aventura.

MAIS DO MESMO – Voto é o que interessa; o resto não tem pressa. Slogan que se encaixa perfeitamente em programações musicais, onde a sertaneja impera solenemente, dão a nota de repetidas investidas em busca de audiência. Pedrinho Espíndola não disfarça seus reais objetivos.

FALANDO ÀS SOLITÁRIAS – Musicais voltados para dor e sofrimento de relações interpessoais – digamos assim – formam o foco preferido do soturno Lucas Lima. Com voz maviosa e andanças por noites de flash back da capital, cai na prática de incansáveis fotos de celulares ao lado de mulheres single em busca de outro coração solitário.

PEDE PRA ENTRAR – Longe dos holofotes que o cargo lhe proporcionava, o Coronel David utiliza-se de espaço concedido pela FM Capital para seguir em busca de seus objetivos. Com editorais claros e definidos em defesa da tropa que comandou e da classe de segurança estadual, considera que só este contingente poderá leva-lo aos céus do Executivo e/ou do legislativo Campo-grandense. O que vier, bingo.

ORA A LEI – Conceitos e finalidades são itens inalcançáveis pelo regimento – sério – dos sindicatos de radialistas e de jornalistas do Estado. Para estas entidades, todos são profissionais decentes até prova em contrário. O rádio a serviço da comunidade ou à disposição de alguns aventureiros é tema que vale a pena conferir.

TÔ FORA – Atendendo pedidos de ouvintes, radialista avisa que está fora das próximas eleições. Deslumbramento foi bom enquanto durou; cobradores na porta é um saco. Cabos eleitorais têm classificação impublicável.

ARQUIVO INCONFIDENCIAL – Figurinhas carimbadas da política sul-mato-grossense não abrem mão do espaço e visibilidade que veículos de comunicação lhes proporcionam. Seria impensável o deputado Maurício Picarelli abrir mão da TV e rádio para melhor aquilatar a atuação de parlamentar que, há décadas, pratica.

FESTA DO INTERIOR – Em Dourados, o ex-deputado e eterno candidato Marçal Filho usa e abusa do veículo de sua propriedade. Usa para reunir possíveis eleitores e abusa da falta de qualidade do que coloca no ar na emissora que dirige com mãos de ferro.

Horário engessado limita noticiário de emissora
PLANO DE VOO – Segunda-feira, às 4h10, o ‘Plantão da Globo’ anuncia a queda do avião com a delegação do Chapecoense. Um minuto após, volta a exibição...
Crise afeta dízimo e vida de TVs de evangélicos
MILAGRE ECONÔMICO – Com a crise econômica nos últimos anos, os fiéis de igrejas evangélicas sumiram dos templos e murchou a principal fonte de pagame...
Jornalismo local está cada vez mais nas redes sociais
ASSISTINDO AGORA – Uma semana do novo ‘Tribuna Livre’, na Capital FM, com transmissão, também pelo Youtube. A novidade ainda não empolgou a linha de ...
Rádios locais praticamente ignoram produção premiada
FAMOSO QUEM – Almir Sater e Renato Teixeira estão incluídos em pequeno nicho de emissoras de Mato Grosso do Sul que executam suas músicas na programa...



Meu deus, quem ainda se tortura ouvindo rádio do MS. Obrigado tecnologia por ter me salvo desse martírio
 
Moderno em 01/02/2016 11:59:39
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions