A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 24 de Janeiro de 2017


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


12/01/2015 09:55

Perdas na comunicação de Mato Grosso do Sul

Reinaldo Rosa

AJUSTE NECESSÁRIO - Emissoras de rádio e TVs do Estado têm filão (noticioso) para enfrentar crescimento de outras mídias. “Acabou o jornalismo com hora marcada. O mundo está plugado o tempo todo e as informações não param de pipocar, o que praticamente obriga a imprensa falada e televisada se ajustar à nova situação da comunidade de informação” conforme Flávio Ricco, do Uol.

HORA DA VIRADA – Assessores nomeados por simples aproximação com poderosos da administração estadual anterior procuram encontrar ‘sala e função para evitar exoneração’, segundo funcionário de carreira, leitor da coluna. Pularam do barco na hora certa. Pauta evitada por noticiosos de rádio e TV, considerando o período de boa vontade com a nova administração.

DANDO O QUE FALAR – No especial ‘Tim Maia’, a rede Globo vetou o trecho em que Roberto Carlos despreza Tim antes da fama, nos bastidores de um show. Sem dar atenção ao antigo amigo, o ‘rei’ entrega-lhe botas usadas e dinheiro amassado que é jogado ao chão. O trecho foi substituído por fala de Nelson Motta, autor do livro que originou o filme.

O RETORNO – Mais uma semana e Nélio Brandão volta à ativa. Em parceria com Lygia Sabka, as ‘investigativas’ dão incremento especial aos noticiários da TV Morena. Lucimar Lescano vibra com a dupla.

O DINHEIRO ‘TAVA’ AQUI - Adalberto Alexandre Rodrigues, acusado de envolvimento no sumiço de R$ 3,5 milhões em dinheiro público em Ribas do Rio Pardo teve seu minuto de fama no ‘Fantástico’. Nome de Mato Grosso do Sul foi citado sem erro na matéria da rede Globo.

LUTO - O jornalista Ramão Cabreira, de 50 anos, morreu na madrugada desta segunda-feira, na Santa Casa de Campo Grande. Há cerca de dois meses, o jornalista havia sido submetido a uma cirurgia no coração. Ramão foi presidente da Associação dos Cronistas Esportivos de Mato Grosso do Sul no biênio 2003/2005, organizou e dirigiu o 31º Congresso Nacional dos Cronistas Esportivos em Corumbá, em março de 2005, com a presença dos principais nomes do Jornalismo Esportivo do Brasil. Também foi assessor de Comunicação do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul de 1999 a 2006.

JOGANDO A TOALHA – “Ao longo da minha carreira de locutor esportivo, às vezes não tinha espaço nas emissoras de rádio. Hoje temos todo o espaço possível na Rádio Capital AM, mas não temos estádios em Campo Grande para que as equipes ‘mandem’ seus jogos aqui. Viajar para Nova Andradina e Rio Brilhante três vezes por semana é inviável financeiramente. Então decidimos, Eu e Marcos Antonio Silvestre não transmitir o campeonato estadual de 2015. Agradecemos aos anunciantes e pedimos desculpas aos ouvintes. Não sei de quem é a culpa, mas com certeza, nossa não é. Abraço a todos”. (Ramão Cabreira)

Vem aí, um hino aos 40 anos de Mato Grosso do Sul
MISTÉRIO – Reunião em retransmissora de TV de Campo Grande empurra com a barriga questão que incomoda. Mudança na programação (e continuar com mesmic...
O espaço do futebol de MS nas emissoras locais
TABELINHA – Consagrado cronista esportivo de Campo Grande ‘veste uniforme’ para entrar em campo. Durante (longuíssimos) dois meses, radialistas do mu...
Pautas importantes passam batidas em noticiários locais
FILHOS DA PAUTA – Muitos pauteiros de plantão não dedicaram uma linha para assunto digno de discussão. No país que tem a Educação cantada em prosa e ...
Férias de notícias nas rádios é mudança certa de estação
RETROSPECTIVA E PERSPECTIVA – Melhor spot de rádio em 2016, mensagem do 'paraguaio' para marca de tereré continua líder neste início de ano. QUE M – ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions