A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


31/07/2013 08:19

Rádio e TV a serviço da justiça

Reinaldo Rosa
CANTADO EM PROSA E VERSO –ATÉ A EXTENUAÇÃO- PELA GLOBO, PAPA FRANCISCO FOI ‘ESCONDIDO’ NOS INFORMATIVOS DA REDE DO SENHOR EDIR MACEDO; O BISPO BARRADO NOS EVENTOS DO CARISMÁTICO PONTÍFICE.CANTADO EM PROSA E VERSO –ATÉ A EXTENUAÇÃO- PELA GLOBO, PAPA FRANCISCO FOI ‘ESCONDIDO’ NOS INFORMATIVOS DA REDE DO SENHOR EDIR MACEDO; O BISPO BARRADO NOS EVENTOS DO CARISMÁTICO PONTÍFICE.

PIONEIRO – O Mato Grosso do Sul poderá ser precursor de medida que banirá infração cometida por parlamentares de várias partes do país. O Sindicato dos Radialistas e Publicitários do MS busca apoio da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional MS, para eliminar distorção no desempenho da atividade jornalística por legisladores eleitos em campanhas eleitorais.

Veja Mais
Radialistas e suas relações perigosas
Profissionais de rádio se aventuram na internet

AUDIÊNCIA ESPERADA - Está agendada para esta quarta-feira, reunião da diretoria do Sintercom/MS e Júlio Cesar Souza Rodrigues, presidente da OAB/MS. O radialista abordará a decisão do sindicato de protocolizar consulta junto ao Tribunal Regional Eleitoral -TRE/MS- questionando a atuação de vereadores e deputados no comando de programas em emissoras de rádio e televisão de Mato Grosso do Sul.

COERÊNCIA – Legisladores eleitos para a função precípua da elaboração de leis não podem, por conveniência pessoal, solapar preceitos legais de Constituições (federal e estadual) e estatutos de entidades devidamente regulamentadas. Segundo Lúcio, “esses programas radiofônicos e televisivos não passam de tentativa de captação antecipada de voto, desobedecendo à legislação vigente e provocando desequilíbrio na disputa eleitoral”.

CADA UM NA SUA – A entidade dos profissionais de comunicação encara o desafio de reivindicar preenchimento de vagas por profissionais devida e legalmente habilitados. “Este anseio não é apenas da nossa categoria, que vê esses políticos ocupar ilegalmente suas vagas no mercado de trabalho. A sociedade reprova essa prática de (parlamentares) pedir voto em vez de trabalharem, honrando os votos que receberam. Políticos estão frente às câmeras ou atrás dos microfones, presenteando pessoas com festas de aniversário, com cesta básica (sacolões), etc. Tudo buscando o voto na próxima eleição” desabafa Lúcio Maciel. A reunião entre os dirigentes acontece na sede da OAB/MS, na Avenida Mato Grosso 4.700.

SILÊNCIO DA MAIORIA – Ressalve-se que grande número de vereadores e deputados não lança mão de tal expediente. Estranho é que não se pronunciem sobre o flagrante abuso de colegas de parlamento em constante campanha.

MELHOR REMEDIAR? – Alguns eleitos foram cassados pelo TRE/MS acusados de fazer apologia pessoal em suas administrações. Programas de rádio e de repetidoras de televisão comandados por parlamentares -e suas ‘premiações’- configuram-se em flagrante forma de cabalar votos e/ou antecipação de campanha eleitoral.

O PAPA É POP – Fantástico, na rede Globo, e Domingo Espetacular, pela Record, registraram resultados moderados de audiência no domingo. O jornalístico da primeira exibiu entrevista exclusiva do papa Francisco, enquanto o da Record optou por reportagem com Tony Salles, marido que assumiu ter traído Scheila Carvalho. Deu Fantástico com média de 21 pontos.

 NÃO É MAIS AQUELE - No ano passado, o recorde de audiência do Fantástico foi de 26 pontos quando Xuxa afirmou ter sido vítima de violência sexual quando criança no quadro "O que Vi da Vida". Na busca de registrar patamares mais dignos de audiência, o programa exibe serie que chocam pessoas na expectativa de registrar suas reações. Juram por Deus que é uma atração importada de rede de televisão estrangeira. Há alguns anos o apresentador Marcos Mion fez isso na MTV bem como o formato foi alvo de pegadinhas do Mallandro. Salve Jorge; dai a Cesar o crédito que é de Cesar.

Radialistas e suas relações perigosas
RELAÇÕES PERIGOSAS – O apresentador e agora vereador eleito Lucas de Lima emposta a voz na sua porção de conselheiro matrimonial. No programa noturno...
Profissionais de rádio se aventuram na internet
RÁDIO PRA QUEM QUISER – Amor ao rádio provoca mudança de tratamento no segmento; profissionais fora do escasso mercado radiofônico local ‘fundam’ as ...
Horário engessado limita noticiário de emissora
PLANO DE VOO – Segunda-feira, às 4h10, o ‘Plantão da Globo’ anuncia a queda do avião com a delegação do Chapecoense. Um minuto após, volta a exibição...
Crise afeta dízimo e vida de TVs de evangélicos
MILAGRE ECONÔMICO – Com a crise econômica nos últimos anos, os fiéis de igrejas evangélicas sumiram dos templos e murchou a principal fonte de pagame...



Prezados Amigos,
Quem é competente vence, daqui há pouco, vai ter gente sugerindo cota para apresentador: um negro, um índio, e outras coisas mais... Por favor, trabalhem, se especializem que vcs vão vencer. muita coisa sobre essa história deve ser revelada. Se o sindicato e contra políticos no radio e tv, por que emitiu DRT para alguns no ano passado? sabiam disso? Pensem, tem gente grande por traz disso.
 
Tarço de Sá em 02/08/2013 08:16:44
Caro colunista, na abertura do texto a frase "para eliminar distorção no desempenho da atividade jornalística", quero dizer que nenhum desses "locutores" desempenham a atividade jornalistica. E sim de radialista. Por essa razão o Sintercom/MS está sempre sendo convidado a opinar. É preciso deixar claro que não tem nada ver a decisão do supremo em suspender a obrigatoriedade do diploma em Jornalismo, com a atividade de locutor, que é uma das 96 funções da profissão de radialista. O Dep. Marquinhos Trad tem o DRT de Jornalista Precário, isso não lhe dá o direito de trabalhar como locutor na Rádio Difusora. Se alguma empresa quiser contratar o ilustre advogado como jornalista,pode.Ele tem o DRT. É preciso que fique bem claro. Em Campo Grande nenhuma emissora exibe um programa jornalístico.
 
Ramão Cabreira - Jornalista em 01/08/2013 23:07:17
ÉÉÉÉÉÉ, minha gente não devemos se esquecer que, radio e TV são concessões publicas, certo? é vai uma pergunta se é concessão publica, como essas empresas vão parar nas mãos de Igrejas católicas e evangélicas de todo o pais, no meu ponto de vista vários amigos meus da área comentam que isso atrapalha mais a classe do que a presença de políticos na grade de programação, porque esses políticos até ajudam com o pagamento de seus horários locados para que a radio o pague em dia....é dai? amigos jornalistas e radialistas de plantão quem é pior para a categoria , duas horas ou 4 horas que seja, de um politico no ar em sua emissora ou 24 horas de pastores e padres pregando a mesma coisa o dia todo... afinal de que lado a corda tem que roer, pense bem...ABRAÇO PARA TODOS.
 
Rodrigo nascimento antunes em 31/07/2013 20:54:35
Sem querer defender os políticos, pelo contrário. É preciso também agir contra essa festa de locação de horário em rádio para igrejas, principalmente as "emergentes" ou criadas de última hora. Também nesse festival de anúncio do fim do mundo supostos pastores, diáconos, presbíteros e outros serventes do dono da igreja, se atrevem como "noticiaristas" lendo jornais ou sites. Tudo correndo ao Deus dará estufando o bolso dos donos de rádio nem ahi com quem estiver ouvindo. Volto a lembrar que o despertar do Ministério do Trabalho, Anatel, MPF, Receita Federal e outros com certeza conserta o vício.
 
avelino neto em 31/07/2013 14:23:22
E olha que esse pseudo locutor é formado.. mas DEVO lembrá-lo que o VERBO FAZER É IMPESSOAL QUANDO EMPREGADO NO SENTIDO DE TEMPO PASSADO. EXEMPLOS; FAZ 20 DIAS QUE EU A VI.. E NÃO FAZEM.. ISSO JAMAIS!.... FAZ 20 GRAUS E NUNCA FAZEM 20 GRAUS... FAZ 30 ANOS QUE NÃO A VEJO E NUNCA JAMAIS FAZEM......... como já disse HÁ ALGUM tempo ( e nunca jamais disse há tempos atrás kkkkkkkkkkkk isso é outra burrice da Tchurma) e eu continuo aqui na Praça dando milho aos pombos......... e olha que nem formado em jornalismo eu sou viu.... mas MODÉSTIA À PARTE...... SOU BOM NA LÍNGUA PORTUGUESA MESMO dessa virtude eu não abro mão mesmo. Tomara que esse "carinha" leia esses artigos muito bem escritos e que ele aprenda algo aqui. Não vou mais ensiná-lo mais. Cansei!
 
Gilson Giordano em 31/07/2013 08:56:52
Reinaldo, bem sei que vc não precisa de confetes, mas mesmo assim DEVO parabenizá-lo pela bandeira levantada por vc, que foi a incansável briga contra os políticos que usam as emissoras de Rádios e de TVs, para angariar votos sempre visando o próximo pleito eleitoral. Mas... com todo o respeito que tenho pela sua pessoa vc deve, ops, desculpe-me colocar o verbo no imperativo.. mas vc pode (assim fica melhor) iniciar também ou levantar a bandeira contra os maus locutores. Por exemplo na FM Uniderp que é laboratório, o apresentador do "noticia´rio" disse hoje (31).. que em Campo Grande FAZEM 22 graus. Epa peraí.. sera que não tem um professor pra ensiná-lo que é FAZ. FAZ 22 GRAUS. Não defendo os políticos de forma alguma, alias detesto, mas também vamos eliminar os profissionais ruins
 
Gilson Giordano em 31/07/2013 08:48:34
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions