A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Janeiro de 2017


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


28/05/2014 09:55

Rádios locais ausentes de escalações do Mundial de futebol

Reinaldo Rosa
O jornalismo da Bandeirantes enviou Ticiana Villas Boas a Teresópolis para acompanhar a primeira semana de trabalhos da seleção brasileira na Granja Comary. Desde segunda-feira, está ancorando o Jornal da Band de lá, conforme Flávio Ricco.O jornalismo da Bandeirantes enviou Ticiana Villas Boas a Teresópolis para acompanhar a primeira semana de trabalhos da seleção brasileira na Granja Comary. Desde segunda-feira, está ancorando o "Jornal da Band" de lá, conforme Flávio Ricco.

DIGA AO POVO QUE FICO – Em tempos passados de Copa do Mundo de futebol, Ruy Pimentel se valia de todos os trunfos possíveis para marcar presença, ao vivo, nas transmissões dos jogos. Ex companheiros de trip do radialista não assimilaram o exemplo e, na competição promovida no Brasil, cronistas esportivos não saem do Estado.

Veja Mais
O espaço do futebol de MS nas emissoras locais
Pautas importantes passam batidas em noticiários locais

PIADA PRONTA - Chapadão do Sul e as cinco toneladas de maconha apreendidas em São Paulo foram tema de humor no Band News. José Simão associou o nome do município aos ‘chapadões’ que ficaram sem a mercadoria transportada.

CENAS DE ARQUIVO – Repetidoras de TVs regionais já têm pauta pronta para esta Copa do Mundo. Reportagens em ruas enfeitadas com o tema; torcidas organizadas em bares da cidade; entrevistas com familiares de craques (e ex), etc. A conferir.

SOB MEDIDA – A logomarca do informativo ‘Giro Popular’ carece de criação. Não sem razão, a marca tem as mesmas características do principal patrocinador da atração.

SEM RESERVA - Grifes de rádios nacionais não atrapalham. Cidades do interior de Mato Grosso do Sul diversificam programações –em relação à mesmice de emissoras da capital-. Redes como Band, Jovens Pan e Globo mantêm perfeita relação com profissionais locais sem causar desemprego na área.

MENINO DO OURO – Trezentos mil mensais; este é o valor que Luiz Bacci considerou para marcar presença na Band. Foi o troco que a emissora paulista deu na Record que tirou Sabrina Sato do Pânico na TV. Aguarde; o moço será mais um com programa de auditório nas noites –ou tardes- de sábados. Ou domingo, quem sabe. Em audiência pela audiência tudo é probabilidade.

QUE CONTENÇÃO? - A contratação de Luiz Bacci, da maneira como aconteceu e nos valores revelados, repercutiu muito mal internamente, na Band. Por mais que existam explicações, está difícil convencer a todos que os tempos agora são outros.

CONFIRMA – Mesmo fazendo parte do Comitê de Organização da Copa, Ronaldo Nazário declarou que vota em Aécio Neves nas próximas eleições presidenciais. Desancou a inoperância de governadores que atrapalharam as obras referentes ao evento (depois de afirmar que ‘Copa não se faz com hospitais”). Revela-se outro bom poeta quando fica calado. Vai ter copa.

 

O espaço do futebol de MS nas emissoras locais
TABELINHA – Consagrado cronista esportivo de Campo Grande ‘veste uniforme’ para entrar em campo. Durante (longuíssimos) dois meses, radialistas do mu...
Pautas importantes passam batidas em noticiários locais
FILHOS DA PAUTA – Muitos pauteiros de plantão não dedicaram uma linha para assunto digno de discussão. No país que tem a Educação cantada em prosa e ...
Férias de notícias nas rádios é mudança certa de estação
RETROSPECTIVA E PERSPECTIVA – Melhor spot de rádio em 2016, mensagem do 'paraguaio' para marca de tereré continua líder neste início de ano. QUE M – ...
Crise nos presídios e a crônica policial fora de contexto
BANDIDO BOM, BANDIDO MORTO – Redes de TV exibiram farto material sobre mortes em presídios de Manaus e Roraima. Ministro da Justiça convoca reunião d...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions