A notícia da terra a um clique de você.
 
09/05/2016 08:09

Os novos devoradores de miolos

Mário Sérgio Lorenzetto
 Os novos devoradores de miolos
 Os novos devoradores de miolos

Nenhum espectador do filme "O Silencio dos Inocentes" esquecerá da cena. A primeira vez que Clarice Starling (Jodie Foster), a belíssima estudante da academia do FBI, visita ao doutor Hannibal Lecter (Anthony Hopkins) em sua cela. Hannibal, "o canibal, a espera dentro de sua vitrine, de pé, imóvel, tenso, como uma fera selvagem e exótica, feroz e ao mesmo tempo, única. Hopkins diz a Foster que pode sentir o odor do creme Evian e do perfume L´air du temps que ela usa. Mas, detalhe arrepiante, ela não tinha usado naquele dia.

Veja Mais
O ronco da barriga é o fator decisivo
Povo nas ruas novamente. Como fica a Previdência?

Logo, em meio ao sutil interrogatório da agente, Hannibal abandona sua elegante distância, pega o rosto da policial pela vitrine e diz a Clarice - sem pestanejar, nunca pestaneja - que certa vez tentaram interroga-lo assim e ele comeu o fígado do agente com feijões e uma taça de um bom chianti. E em seguida, o canibal produz um som vil com seus lábios rosáceos, um "sssslurp", especificamente dirigido a Jodie Foster. Como se fosse seu fígado que estivesse saboreando. Essa onomatopeia, inventada por Hopkins, deve ser um dos momentos mais expressivos do cinema contemporâneo. Um "ssslurp" cheio de vulgaridade e refinamento, de voracidade e de prazer, de perversidade e jogo.

No filme que deu continuidade a esse enredo, Hopkins come os miolos de Ray Liotta, diante de nossos olhos, com Liotta ainda vivo. De certo modo, o que faz um grande ator, em um grande papel, é precisamente isso: comer nossos miolos, devorar nossas imaginações.
Os políticos, democratas e ditadores, são os novos Hannibal Lecter. Devoradores de nossos miolos, de nossas aspirações. Não há um Lula Lecter? Ou um Bernal Hannibal? (Uma Dilma comediante?). E seus tantos atores coadjuvantes de segundo e terceiros escalões? Atores e não administradores da coisa pública. Novos devoradores de miolos. Ssssssslurp!

 Os novos devoradores de miolos

Um mulçumano e um judeu disputaram a Prefeitura de Londres. Sadiq Khan, mulçumano, venceu.

O trabalhista Sadiq Khan é o novo prefeito de Londres. Os perfis dos dois candidatos mais importantes - trabalhista e conservador - não poderiam ser mais diferentes. Sadiq Khan, candidato do Partido Trabalhista, de 46 anos, é filho de um motorista de ônibus paquistanês. Zac Goldsmith, com 41 anos, é um bilionário herdeiro de banqueiros.

Khan nasceu em um apartamento subsidiado pelo governo. Goldsmith em uma mansão. Khan estudou em uma escola pública e Goldsmith no mais caro colégio londrino. Khan é mulçumano praticante, defende o casamento gay e trabalhou como advogado pró direitos humanos. Goldsmith é um judeu não praticante, que dirigiu uma revista ambientalista. Khan venceu.

 Os novos devoradores de miolos

Ninguém volta igual do espaço.

A ciência procura entender como o corpo humano reage no espaço. A primeira mudança na vida de um astronauta é na personalidade. Ninguém volta igual do espaço. Contemplar a Terra de tão longe muda o caráter. Passa a sentir imensa compaixão pelas coisas. No retorno à Terra, o astronauta passa a sentir cansaço e forte dor nos músculos.

No espaço, há uma intensa perda de massa muscular e óssea. Sem gravidade a coluna estica. As pessoas chegam a crescer cinco centímetros. O efeito é temporário. No espaço, os fluidos corporais se concentram na cabeça do astronauta. Quando retornam ao nosso planeta a circulação dos fluidos retorna para a região das pernas, causando inchaço e dificuldade em caminhar.

 Os novos devoradores de miolos

Há 160 anos nascia Sigmund Freud. De Viena para a Lua.

O pai da psicanálise nascia há exatos 160 anos. Polêmico até os nossos dias, Freud enxergava nossas mentes como um iceberg. Só percebemos a ponta. A parte que está em baixo da água é o subconsciente. Um amontoado de desejos e traumas que reprimimos. Narcisismo, pulsão de morte e complexo de Édipo são ideias que surgiram de sua mente brilhante.

Ao contrário do que muitos pensam, Freud nasceu na República Tcheca. Foi viver na Áustria aos três anos de vida. Depois de receber o diploma de médico, em 1881, Freud começou os estudos sobre as propriedades anestésicas da cocaína. Essa foi a primeira polêmica que o perseguiria. A acusação que lhe pesou é de ter provocado a dependência da droga em um amigo e em si mesmo.

O livro " A interpretação dos sonhos" é sua primeira obra importante, e ainda a mais conhecida. Nele, estão estabelecidas as bases da psicanálise. Uma parte da comunidade científica o via, e continuar a pensar, que Freud foi um grande filósofo, responsável por repensar a natureza humana e por ter quebrado tabus importantes. Sobretudo sexuais. Freud não foi reconhecido como um cientista para esse grupamento. Pouco importa. Freud influenciou de maneira decisiva a filosofia, a política, a linguagem e as artes. Sem ele não existiriam os trabalhos artísticos de Breton e de Dalí. O cinema não teria criado Buñuel, Hitchcock e Woody Allen.

Sigmund Freud foi controvertido até o seu último suspiro. Em 1938, declarado inimigo dos nazistas, teve de fugir. Foi de Viena para Londres. Seus livro foram queimados publicamente Suas cinco irmãs morreram em campos de concentração. Diagnosticaram um câncer em sua boca. Seu médico lhe administrou três doses de morfina...ele submergiu em seu inconsciente. Uma cratera na lua foi batizada com seu nome...




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.