A notícia da terra a um clique de você.
 
11/07/2016 08:59

Brasil, campeão em número de empreendedores

Mário Sérgio Lorenzetto
Brasil, campeão em número de empreendedores

O empreendedorismo ganhou uma força impensável no Brasil. Nem todos se deixam amedrontar com a crise econômica, com os escândalos, com o Brexit ou outras notícias do gênero. Muitos novos empresários arregaçam as mangas e lançam-se na aventura do negócio próprio.

Veja Mais
Os governantes que ouvem os cidadãos
Prefeituras iniciam decretos de calamidade financeira

Segundo um estudo da Global Entrepreneurship Monitor é no Brasil que a taxa de empreendedorismo mais cresce. Quem diria! Com toda a crise econômica que assola o país, os brasileiros arriscam e entram no palco. A taxa de empreendedorismo atingiu a melhor pontuação dos últimos 14 anos: 39,3%. E tem mais, a nação do futebol (eca) e do samba esta a frente dos Estados Unidos, México, Alemanha e de todos os componentes dos Brics, de acordo com a mesma fonte.

Mas além da alegria e do eterno ufanismo nacional, é bom lembrar que sem planejamento e organização, poucos alcançarão o sucesso. É preciso desenvolver um plano de negócios que inclua uma visão de longo prazo. E, claro, é importante estar preparado para não ter lucros no início da operação. Se somar tudo isso com profundo conhecimento e forte apoio familiar, entre no palco.

Brasil, campeão em número de empreendedores

Trabalhando em uma multinacional.

Já se foi o tempo em que as esquerdas desejavam o desaparecimento das multinacionais da face da Terra. Em média, são elas a ofertarem os melhores empregos no Brasil. Uma das maiores multinacionais desenvolve trabalhos no Mato Grosso do Sul. Pouco conhecida a ADM está presente em 50 países e é uma das maiores processadoras de soja e milho do mundo. O trato com os seus funcionários envolve o "café com o RH", quando todos têm a oportunidade de falar o que está bom e o que precisa melhorar na empresa.

Um bom programa, elogiado pelos funcionários, é o pagamento de 75% da mensalidade da faculdade ou de uma pós graduação. A empresa também banca aulas de inglês e de espanhol. As críticas, até bem pouco tempo, eram dirigidas aos sistemas de informática da ADM. São obsoletos e as máquinas travam com facilidade. Está muito longe de ser um paraíso como os existentes no Silicon Valley, mas na outra ponta, destaca-se pelo respeito aos funcionários. Mesmo antes da crise, um funcionário da ADM raramente pedia demissão.

Brasil, campeão em número de empreendedores

Má gestão. Prefeitura de Campo Grande está em último lugar nos investimentos.

De acordos com os dados divulgados pelo Tesouro Nacional de 21 capitais brasileiras, a Prefeitura de Campo Grande ocupa a última posição na área de investimentos. No ano passado foram gastos R$ 33,96 milhões e em 2016, tão somente R$ 2,72 milhões. Se por um lado a Prefeitura de Campo Grande abandonou as ruas, iluminação e prédios públicos, do outro, ocupamos também, as piores posições. Nas despesas com pessoal estávamos na pior posição no ano passado 53,69% da receita e, em 2016, passamos à penúltima colocação no ranking dos piores - 51,29% da receita, ultrapassados tão somente por São Luis, no Maranhão.

Brasil, campeão em número de empreendedores

Germinare, a escola para empresários.

Imaginem uma escola para crianças e jovens que almeja atingir a mesma qualidade de uma europeia. Uma escola criada a partir da visão devem estar preparados para os desafios de um empresário. A escola funciona em mais de 9 mil metros quadrados em São Paulo. São 21 salas de aula projetadas pelo que há de melhor na arquitetura escolar.

São 50 horas de aulas semanais e uma bateria de estágios, a partir do sexto ano do ensino fundamental até a terceira série do ensino médio. A ideia da instituição, gratuita, é profissionalizar estudantes o mais cedo possível. Apresenta um programa que mistura matérias clássicas, como português e física, com aulas sobre finanças pessoais e mercado de capitais. Cada um de seus 525 alunos custa R$ 28 mil por ano para o grupo J&F e outras 40 empresas. 75% de seus alunos ingressaram na USP e na Unicamp, além de terem dado os primeiros passos para a vida empresarial.




O ranking que Campo Grande ocupa, só vem confirmar a incompetência do atual prefeito, péssimo gestor, muito mal assessorado, centralizador, intransigente que não sabe e não quer aprender...uma pena andamos para trás muito, e a recuperação na atual conjuntura, será muito difícil. É de chorar.
 
Araujo em 11/07/2016 18:14:06
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.