A notícia da terra a um clique de você.
 
28/02/2014 07:56

Brasileiro tem pouco interesse pelo ensino profissionalizante

Mário Sérgio Lorenzetto
Brasileiro tem pouco interesse pelo ensino profissionalizante

Ensino profissionalizante apresenta baixo interesse

Veja Mais
O ronco da barriga é o fator decisivo
Povo nas ruas novamente. Como fica a Previdência?

Pesquisa realizada pelo Ibope (Instituto Brasileiro de Opinião e Pesquisa) encomendada pela CNI (Confederação Nacional da Indústria) apontou que 44% dos brasileiros entre 16 e 24 anos estudam atualmente. A maioria está no ensino superior – 18%, seguido do ensino médio – 15% e do ensino fundamental – 5%. O ensino profissional é opção de apenas 3% deles.

Os motivos apontados pelas 2.002 pessoas ouvidas em 143 municípios pelo Ibope indicam a falta de tempo para estudar – 75%. Para 40% falta de recursos para pagar. Há ainda a simples falta de interesse para 22% dos entrevistados.

Do total, 90% concordam que quem faz ensino técnico tem mais oportunidade no mercado de trabalho, e 82% disseram que os profissionais com certificado de qualificação ganham salários maiores.

Apesar de mais de 80% dos jovens estarem fora do ensino superior, continuamos agindo como se o destino de todos eles fosse a universidade.

Brasileiro tem pouco interesse pelo ensino profissionalizante
Brasileiro tem pouco interesse pelo ensino profissionalizante

Nova proposta pode beneficiar ainda mais o setor produtivo

A Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do Senado aprovou a ampliação dos descontos especiais nas tarifas de energia elétrica para agricultura irrigada e aquicultura. O Projeto de Lei do Senado nº 383 de 2011 vai seguir, agora, para análise da CAE (Comissão de Assuntos Econômicos) da Casa em decisão terminativa.

Hoje, a tarifa especial de energia para irrigação e aquicultura é concedida às unidades consumidoras que realizem o consumo entre 21h30min e 6 horas do dia seguinte. A lei nº 10.438/2002 prevê a possibilidade de expansão desse horário em mais 40 horas, a critério das concessionárias e permissionárias de distribuição de energia elétrica. Pelo texto aprovado na Comissão de agricultura, o desconto poderá ser concedido a qualquer hora do dia.

Entre as determinações do projeto está a de que o Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e o Ministério da Pesca e Aquicultura definam as atividades de irrigação e aquicultura que serão beneficiadas pelo desconto, independentemente do horário em que ocorrer o consumo de energia.

Brasileiro tem pouco interesse pelo ensino profissionalizante
Brasileiro tem pouco interesse pelo ensino profissionalizante

Ver futebol ou namorar?

Existe no Brasil um consenso, ainda que sem base científica, de que os homens preferem ver seu time de futebol jogar ao invés de namorar. E o problema está colocado para este ano. Para as mulheres, para a indústria e o comércio – no dia 12 de junho teremos a abertura da Copa do Mundo de Futebol, com o jogo entre o Brasil e a Croácia, em São Paulo e ao mesmo tempo deveríamos comemorar o Dia dos Namorados.

A Brahma, uma das marcas de cerveja da Ambev, está propondo a antecipação do Dia dos Namorados para o 11 de junho somente neste ano. A campanha Movimento 11 foi criada pela agência de propaganda África.

Brasileiro tem pouco interesse pelo ensino profissionalizante
Brasileiro tem pouco interesse pelo ensino profissionalizante

Pão concorre a título de Patrimônio Cultural Imaterial da Unesco

A iguaria artesanal é produzida na Alemanha e vendida em qualquer supermercado. Como forma de valorizar o pão que produzem, os padeiros alemães querem diferenciar seu produto e torná-lo patrimônio cultural. Segundo o presidente da Associação Central dos Padeiros Alemães, Peter Becker, em entrevista à Deutsche Welle, "nenhum país do mundo tem uma variedade de pães tão grande como a Alemanha".

Além do pão, também concorrem a terapia microbiológica Heilen mit Bakterien (Curar com bactérias), ou o Graweredersch, dialeto e tradição narrativa oral típicos de uma localidade no estado de Turíngia e outras, totalizando 128 sugestões. Cada alemão poderá votar em duas até abril.

A categoria de Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade foi criada em 2003, em complemento ao título já concedido pela Unesco. São elegíveis como bem imaterial as formas de expressão ou tradições – como danças, rituais, tipos de música ou de artesanato. Eles representam parte viva de uma cultura, e protegê-los significa cuidar para que o saber tradicional não se extinga. Em Campo Grande, temos um exemplo de alimento como patrimônio imaterial, o sobá.

Brasileiro tem pouco interesse pelo ensino profissionalizante



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.