A notícia da terra a um clique de você.
 
19/11/2016 09:03

China testa pela primeira vez a "Superedição" de genes em câncer de pulmão

Mário Sérgio Lorenzetto
China testa pela primeira vez a Superedição de genes em câncer de pulmão

A China começou o primeiro ensaio clínico em humanos da história. O sistema de edição de DNA denominado CRISPR está sendo testado por uma equipe de oncólogos, liderados por Lu You, da Universidade de Sichuan, na província de Chengdu. Em 28 de outubro, um paciente com câncer de pulmão foi injetado com células modificadas. Os primeiros resultados serão conhecidos em seis meses. Os oncólogos estão certos do sucesso da técnica, a duvida que resta é se as células modificadas atacarão apenas as cancerosas ou se alcançarão as sadias.
Em março de 2017, uma equipe da Universidade de Pequim planeja teste similar, usando a técnica CRISPR, em pessoas com câncer de próstata, rins e bexiga.
Nos Estados Unidos, também foi dada a luz verde para os testes em humanos com câncer usando a CRISPR. A comunidade científica mundial aguarda em suspense os resultados de Sichuan, bem como espera que a China trave uma disputa ferrenha com os Estados Unidos pelo desenvolvimento da CRISPR em humanos doentes. Os jornais europeus e norte-americanos tratam essa disputa como "uma nova corrida espacial", onde a China conseguiu lançar o primeiro Sputnik. Que façam uma bela corrida, para o bem da humanidade.

Veja Mais
Os governantes que ouvem os cidadãos
Prefeituras iniciam decretos de calamidade financeira

China testa pela primeira vez a Superedição de genes em câncer de pulmão

MBL: não deu certo.

O MBL - Movimento Brasil Livre está fazendo uma vaquinha virtual para pagar seu segundo congresso nacional. Só que sua meta está muito longe de ser atingida. Segundo o site Kickante, que abriga a coleta, somente R$1.080 foram arrecadados, ou seja, 4% dos R$25 mil previstos. Os dirigentes afirmam que o congresso será mantido para este final de semana, só resta saber quem pagará a diferença.

China testa pela primeira vez a Superedição de genes em câncer de pulmão

Queda na diferença de renda entre negros e não negros.

Embora ainda tenham desvantagem na disputa por vagas no mercado de trabalho, os negros passaram a ter rendimentos mais próximos dos não negros. Mas isso ocorreu porque foi maior a queda dos ganhos dos não negros que passaram a receber 8% menores do que no ano anterior, enquanto os negros tiveram um recuo de 2,2%.
Os dados são da pesquisa de emprego e desemprego feita pelo Dieese. O levantamento é divulgado, anualmente, para marcar o Dia Nacional da Consciência Negra, a ser comemorado no domingo.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.