A notícia da terra a um clique de você.
 
21/11/2013 07:49

Como você agiria ao descobrir que tem um filho autista?

Mário Sérgio Lorenzetto
Como você agiria ao descobrir que tem um filho autista?

O que você faria se seu filho fosse autista?

Veja Mais
Os governantes que ouvem os cidadãos
Prefeituras iniciam decretos de calamidade financeira

O que você faria se soubesse que seu filho é portador de um distúrbio que afeta sua capacidade de interagir socialmente? O alemão Dirk Müller-Remus resolveu empreender ao invés de trabalhar com caridade. Foi a maneira que encontrou de ajudar o filho, Ricardo Remus, diagnosticado com a síndrome de Asperger, uma versão mais branda do autismo. A doença que afeta milhões de pessoa em todo o mundo, interfere diretamente nas habilidades de relacionamento e comunicação dos pacientes.

Essa síndrome ganhou notoriedade quando Dustin Hoffman ganhou o Oscar de melhor ator pela sua performance em Rain Man. No filme, ele interpretava Raymond Babitt, um autista capaz de fazer cálculos com grande velocidade. Para quem assistia ao longa metragem ficava claro que os portadores da síndrome de Asperger podiam ser brilhantes, rápidos e intensamente focados em suas tarefas. “não foi o suficiente para acabar com o preconceito”, diz Remus.

Como você agiria ao descobrir que tem um filho autista?
Como você agiria ao descobrir que tem um filho autista?

Empregados valorosos, de valor, bem remunerados e brilhantes

Para ajudar a mudar essa realidade, o empresário elaborou um plano de negócios que transformava a condição dos autistas em uma vantagem competitiva, fundou a Auticon. Os portadores de Asperger são metódicos e analíticos. Poderiam ser eficientes na hora de avaliar novos programas. Ele abriu uma empresa de teste de software que contratasse apenas autistas. O resultado: um negócio que emprega 18 autistas e contratará mais 18 em 2014. A previsão de faturamento para o próximo ano é de R$ 1,5 milhão.

Remus diz que os autistas têm um raciocínio lógico brilhante e são capazes de pensar em camadas, combinando informações de uma maneira que o cérebro comum não consegue. Cada autista ganha um salário de R$ 7,5 mil. Uma de suas metas, no entanto, ainda não foi alcançada: trabalhar com o filho, hoje com 23 anos, que prefere ficar só tocando bateria. Nada melhor que um pai inteligente e desprovido de preconceitos.

Como você agiria ao descobrir que tem um filho autista?
Como você agiria ao descobrir que tem um filho autista?

Os custos ambientais da energia renovável

As energias renováveis na moda há uma década. Os propagandistas dessa ideia nos levaram ao entendimento que elas não têm custos – ambientais e financeiros. Como a eletricidade e o aquecimento respondem por 41% das emissões globais de dióxido de carbono, para conter as mudanças climáticas será exigido que boa parte dessa demanda seja atendida por combustíveis renováveis e não fósseis.

Esqueceram de dizer que a energia solar e a eólica trazem seus próprios custos iniciais de carbono. Instalações fotovoltaicas exigem muito mais alumínio, estanho e prata – para paineis e outros usos – que outras tecnologias. Ligas para turbinas eólicas precisam de dez vezes mais níquel que a atual matriz energética.

O alumínio e o níquel estão entre os principais responsáveis pela emissão de gases de efeito estufa por serem produzidos em grandes quantidades por processos de extração e refino intensivos.

A demanda por metais crescerá enormemente com a mudança para a energia verde. A mudança de combustíveis não renováveis para os renováveis terá de ser feita. Mesmo com o surgimento do gás de xisto que para o meio ambiente é tão predatório quanto o petróleo.

Como você agiria ao descobrir que tem um filho autista?
Como você agiria ao descobrir que tem um filho autista?

Trafegar de Sonora a Mundo Novo poderá custar R$ 78,70

O governo federal decidiu, mais uma vez, aumentar a tarifa-teto do pedágio previsto para a concessão da rodovia BR-163 no trecho do nosso Estado. Preocupado em aumentar a atratividade para o leilão da rodovia, remarcado para o dia 17 de dezembro, elevou o custo ainda mais. Das dez praças de pedágio iniciais, diminuiu para nove, mas duas delas tiveram o preço-teto elevado para R$ 10,30. Caso no leilão não ocorra, um forte deságio barateando o custo dos pedágios haverá um forte impacto para todos, especialmente para os agricultores no custo do frete de grãos.

Não há explicação para a quase totalidade da mesma BR-163 no trecho do vizinho Mato Grosso ter sua duplicação custeada pelo governo federal e no Mato Grosso do Sul o pedágio terá de custear a duplicação de 818,6 km, uma vez que somente 28,6 km estão duplicados. A concessionária que vencer o leilão poderá cobrar pedágio quando concluir 10% das obras de duplicação. Os investimentos previstos na rodovia são da monta de R$ 5,6 bilhões.

Como você agiria ao descobrir que tem um filho autista?
Como você agiria ao descobrir que tem um filho autista?

A fábrica de músicas

LukaszGottwald ou Dr. Luke é o escritor ou produtor de mais de 30 músicas que atingiram a lista das dez mais escutadas, vendidas ou “baixadas” desde 2004. Esta ao lado dos maiores produtores de “hits” da história da música pop: Beatles, Phil Spector e Michael Jackson. Tudo bem, Michael Jackson e Beatles todo mundo conhece, mas provavelmente poucos ouviram falar de Dr. Luke ou de Phil Spector. A grande questão é que eles compõem músicas, mas não cantam, dançam ou aparecem na mídia. Phil Spector na verdade apareceu por ter sido preso, acusado de ter assassinado Lana Clarkson.

Pense em alguma música que está no topo da Billboard: MileyCyrus e sua “Wrecking Ball”, Katy Perry e sua “Roar”. Pois é, ambas são de Dr. Luke. Ele escreve as músicas, não canta e nem procura chamar atenção – pelado em uma bola de demolição. Dr. Luke tem uma companhia fundada em 2005 que conta com mais de 40 letristas e produtores. Tem como clientes celebridades do mundo pop como Kelly Clarkson, Pink, MileyCyrus e Britney Spears. Ele não garante que a música será um “hit”. Por isso, procura diversificar a atuação dos membros de sua companhia em diversas funções para aprimorar a produção das músicas, contudo, garante um plano estratégico para a promoção da música. Ou seja, ele não pode vender algo que é indeterminado, que a música será um sucesso. Isso depende da recepção do público, porém, provê uma estratégia de marketing de venda da música.

Como você agiria ao descobrir que tem um filho autista?

Dr. Luke iniciou sua carreira como guitarrista

Tocou por dez anos no programa Saturday Night Live e os riffs de sua guitarra podem ser escutados em músicas como “I Kissed a Girl” de Katy Perry e “RightRound” de Kesha. Lukasz não se limita a produzir músicas de forma industrial, ele se diz um “viciado em números”, acompanha sempre o impacto de suas músicas nas vendas, nas rádios e nas mídias sociais. Procura os dados da popularidade das músicas, como o número de exibições no YouTube. BonnieMcKee, uma das letristas que trabalha com Luke, explica que ele aderiu à escola Sueca de músicas pop, liderada por Max Martin. Como assim escola Sueca? Sim, o sueco Max Martin é o responsável pelo álbum “Millennium” dos Backstreet Boys, e junto com Rami Yacoub escreveu “Baby one more time” e “Opps! I did it again” da Britney Spears.

Como você agiria ao descobrir que tem um filho autista?

Você achava mesmo que as “popstars” eram tão “talentosas”?

McKee conta que a fórmula é relativamente simples: uma linha precisa ter um número de sílabas e a linha seguinte precisa refletir a anterior. Além disso, afirma que as pessoas gostam de ouvir músicas que parecem com algo que elas já escutaram antes e que, na maior parte das vezes, as pessoas gostam de ouvir canções que falam de amor e festa. Amem ou odeiem, música pop é feita para vender, tem uma fórmula e seus produtores são muito mais sábios que do que imaginam. Lembre-se disso quando estiver escutando o próximo “hit” na rádio. Pois é cada vez menor o número de “sucessos espontâneos” ou de gente “puramente talentosa”... o mercado da música é coisa de gente grande. Os suecos sabem disso faz tempo.

Como você agiria ao descobrir que tem um filho autista?
Como você agiria ao descobrir que tem um filho autista?

Viva o divórcio! Abaixo o arsênico

No início do século XIX, na Inglaterra, uma forma boa de livrar-se do marido era com arsênico. O exame médico não podia confirmar que a pessoa tinha usado o veneno. Os sintomas – diarreia, vômitos e dores abdominais – podiam ser identificados como várias outras doenças. O veneno também podia ser administrado diariamente e matar aos poucos. Por isso, em 1851 a Câmara dos Lordes da Inglaterra tentou criar uma lei proibindo mulheres de comprar o veneno. Outro uso era para antecipar heranças. Tanto, que durante o século XIX um terço dos casos criminais na Inglaterra envolviam arsênico. O principal uso do veneno era para matar ratos. Podia ser comprado por uma ninharia.

Outro motivo indireto para o aumento do consumo do veneno foi o acesso aos jornais. Em 1836, o governo reduziu os impostos sobre os jornais e as classes mais baixas tiveram maior acesso aos periódicos. Não é de hoje que o povo gosta de jornais que jorram sangue.

Como você agiria ao descobrir que tem um filho autista?

Se espremer e sair sangue, é uma boa edição

As histórias de envenenamento faziam o maior sucesso e os jornais incitavam a histeria descrevendo os sintomas e perguntando para as pessoas se elas não estavam sentido algo parecido. O arsênico é um elemento químico que pode ser encontrado na natureza e não é venenoso. Foi usado como pigmento para tintas e outros itens no século XIX. Vira veneno apenas quando é convertido em trióxido, também conhecido como arsênio branco. Mesmo este não é venenoso em pequenas doses e foi usado para tratar de tudo - asma, tifo, malária, vermes...

Até o século XX ninguém sabia como tratar o envenenamento. Tornou-se tão famoso que no romance Madame Bovary, de Flaubert, a Bovarysuicida usando arsênico.

A “bruxaria” a serviço da investigação criminal

Os médicos tentavam induzir o vômito dos pacientes ou técnicas mais antigas como sangrias e sanguessugas. A forma de identificar o veneno se assemelhava à bruxaria: pegavam um pouco do vômito do paciente e jogavam no fogo, se tivesse o odor de alho era considerado arsênico. Outro problema estava no fato de os médicos não poderem fazer autópsias. A queda do uso do veneno apenas ocorreu com a possibilidade de detecção do arsênico. Os testes não eram frequentes.

Mas o principal fator do desuso do envenenamento com arsênico foi o advento de novas leis que permitiam o divórcio. Arsênico ou divórcio – uma opção fácil.

Como você agiria ao descobrir que tem um filho autista?
Como você agiria ao descobrir que tem um filho autista?

Corinthiano até depois da morte, sem folhas verdes

O Corinthians fez uma parceria com uma empresa especializada em funerais. Os torcedores terão a possibilidade de personalizar a cerimônia funerária em todos os aspectos: coroa de flores, vestuário, cenário, bandeiras, hino do clube e, principalmente, nenhuma folha verde.

Tudo pode ser planejado nos mínimos detalhes: a coroa de flores não conta com folhas verdes, cor do arqui-inimigo Palmeiras. Todas são pretas e brancas.

A cerimônia de despedida, proposta pelo plano, conta com um painel de parede do Corinthians, um caixão com o símbolo do clube e uma bandeira do Timão.

Até o carro funerário é personalizado com o escudo alvinegro. É possível incluir alguns itens adicionais ao velório, como mesa de homenagens para registrar passagens importantes da vida do torcedor, bem como distribuição de lembranças aos presentes. Uma bela cerimônia de despedida, só não vale ser enterrado ao lado do ex-presidente, expulso do Corinthians, Alberto Duailib. O slogan da empresa é fantástico: “Corinthians para sempre, para quem é Corinthians do início ao fim”.

Como você agiria ao descobrir que tem um filho autista?
Como você agiria ao descobrir que tem um filho autista?

O tênis Vert será a coqueluche do Verão

Após causar furor na Europa, os badaladíssimos tênis da empresa francesa Veja estão desembarcando no Brasil. Serão vendidos sob a marca Vert. Ou melhor, estão retornando: os tênis são fabricados por uma associação de agricultores familiares cearenses, que exploram um modelo de cultivo sustentável do látex. Eles só eram vendidos nas capitais europeias e não podiam ser negociados por aqui. Cada par custará entre R$190 a R$290.

Como você agiria ao descobrir que tem um filho autista?



O divórcio não é tão bom assim, quase todos mandam matar os seus ex.
Confesso que não vi vantagem só métodos diferentes.
 
Mirella Forti Cossignani em 21/11/2013 18:24:42
Pode ser que o trabalho desse baterista, tenha sido o de motivar o pai a abrir o mercado de trabalho para tantos.
No meu ver, pai e filho,fizeram um belo trabalho.
 
Mirella Forti Cossignani em 21/11/2013 18:18:41
78,70 reais para viajar no nosso Estado, pouca vergonha. Pagar pela duplicação e os vizinhos não vão pagar é o cúmulo do absurdo.
 
Luis Eduardo Campos em 21/11/2013 14:03:49
Vão fazer o funeral do Pato? Que vergonha pagar 40 milhas por esse cara.
 
Luis Alfredo Romanha em 21/11/2013 10:53:14
Exemplar a atitude do pai do autista. Empresários e governos deveriam seguir o que ele fez.
 
Marcio Melo em 21/11/2013 09:38:02
Corinthiano até no funeral. Salve o Corinthians!
 
Luis João Noronha em 21/11/2013 09:07:35
Mesmo sendo contra o divórcio, viva o divórcio! Deus me livre de arsênico.
 
Maria Ignes Santoro em 21/11/2013 08:29:43
Belo exemplo o do alemão pai de um autista.
 
Solange Aparecida Medeiros em 21/11/2013 08:27:29
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.