A notícia da terra a um clique de você.
 
03/03/2016 07:30

Crise de candidatos. O melhor nome é "nenhum"

Mário Sérgio Lorenzetto
Crise de candidatos. O melhor nome é nenhum

A última pesquisa Datafolha referendou o que já se percebia nas ruas do país. Vivemos uma grande crise que atinge a todos os políticos - sem exceção. As rejeições tomaram conta das candidaturas. Enrolados ou não na Lava Jato, todos os políticos que ocupam as manchetes, que se expõem, estão com rejeições elevadas. Somente o silêncio e distanciamento do mundo político da candidata Marina permite-lhe respirar, ter "expressivos" 4% ou mais de intenção de votos além dos que a rejeitam. A única discussão plausível é: "quem é menos ruim" na percepção popular. Tudo indica que o silêncio e desaparecimento são aconselháveis para todos. O voto em branco ou nulo, opção do eleitor que vota em "Nenhum", alcançou o percentual de 19%.

Veja Mais
O ronco da barriga é o fator decisivo
Povo nas ruas novamente. Como fica a Previdência?

Crise de candidatos. O melhor nome é nenhum
Crise de candidatos. O melhor nome é nenhum
Crise de candidatos. O melhor nome é nenhum

Fora o motorista, tudo na vida é passageiro.

Uma coisa é certa, com o Uber ou outro aplicativo semelhante, a guerra dos taxistas contra o século XXI está bizarramente perdida. Para piorar a vida desses simpáticos e esforçados trabalhadores, algumas grandes montadoras começaram os testes na Europa de novos modelos de comercialização de seus carros.

A Audi e a BMW, por exemplo, tentam encontrar uma fórmula que aproxime a compra de um automóvel a algo semelhante ao que está acontecendo nos negócios da música, uma espécie de Spotify sobre rodas. Pague uma mensalidade e saia andando com o carro que desejar naquela semana e com outro na semana subsequente. Se não bastasse o Uber, o Spotify sobre rodas, ainda virá o carro sem motorista em pouco tempo. Creiam senhores taxistas, tudo e todos são passageiros.

Crise de candidatos. O melhor nome é nenhum
Crise de candidatos. O melhor nome é nenhum

Clima com previsões mais confiáveis em 2016?

"Mentirologia" ou meteorologia? As previsões climáticas assemelham-se às promessas dos políticos - não dá para confiar. Todavia, o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) está prometendo maior confiabilidade no ano que se inicia.

A promessa é decorrente da aquisição de um super sistema de informática que permitirá ao instituto elaborar equações matemáticas que gerarão dados climáticos para sete dias em apenas uma hora. Eles estão prometendo muito, dizem que terão uma resolução de 20 quilômetros de diâmetro que permitem captar fenômenos que eram imperceptíveis com o software antigo. E mais, passarão a prever chuvas intensas e períodos de seca, bem como o aquecimento global.

Crise de candidatos. O melhor nome é nenhum
Crise de candidatos. O melhor nome é nenhum

É melhor falar ou escrever?

Michel Temer, vice-presidente do Brasil, enviou uma carta Presidente Dilma que inicia com um provérbio antigo: "palavras faladas voam, as escritas permanecem". Temer tem razão? Parece que não. Um estudo da Universidade de Chicago sugere que é melhor falar do que escrever: "a voz é o mais perto que chegaremos da mente de alguém". Se você se candidatou a um emprego ou quiser fechar um negócio, a sua voz será seu melhor aliado na hora de mostrar suas habilidades do que um texto.

Crise de candidatos. O melhor nome é nenhum



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.