A notícia da terra a um clique de você.
 
10/07/2014 10:08

Funcionários públicos federais farão pressão salarial em 2015

Mário Sérgio Lorenzetto
Funcionários públicos federais farão pressão salarial em 2015

2015 será ano de pressões, funcionários da União já se preparam

Veja Mais
Descascar mais, desembalar menos
Diga sim à vida. O aborto é inaceitável

Mais uma pressão é aguardada em 2015. O próximo Presidente da República terá dificuldade para cumprir a promessa de colocar as contas da União em dia. No inicio do próximo ano, funcionários federais receberão a última parcela de um reajuste compromissado em 2012, quando o governo autorizou aumento de 15,8% dividido em três anos. Esse acordo foi bem acolhido na época, mas dois anos de inflação foram suficientes para disseminar a insatisfação entre todas as categorias dos três poderes. O índice inflacionário oficial – IPCA – do triênio deverá atingir 19,35% de acordo com os cálculos do Banco Central. Haverá uma perda de 3,55% nos salários frente à inflação.

Funcionários públicos federais farão pressão salarial em 2015
Funcionários públicos federais farão pressão salarial em 2015

Há um aumento na contratação de profissionais na faixa dos 60 anos

Aos 61 anos Maria das Graças Nunes está aposentada, mas só no papel. Ela já havia atuado na metalurgia, no setor automotivo e no farmacêutico. Um vitorioso currículo. Foi contratada para comandar uma parte do grupo petroquímico Mexichem, que no Brasil é dono das marcas Amanco e Plastubos. Em nenhum momento do processo seletivo foi perguntada a idade dela. O que importou foi o perfil de Maria das Graças.

Em uma época em que a juniorização da mão-de-obra é um fenômeno real, os empresários começam a perceber muitos ganhos em atingir um equilíbrio entre a contratação de profissionais mais maduros e os mais jovens.

Segundo um estudo com 16 mil pessoas em 15 países, entre eles o Brasil, produzido pela Transamerica Institute, apenas 24% dos brasileiros planejam parar de trabalhar completamente após a aposentadoria. Os demais se dividem entre os que não desejam diminuir o ritmo de trabalho e os que pretendem atuar em meio período.

Um dos mais fortes argumentos em favor da contratação dos mais experientes profissionais está na constatação de que para os mais jovens os cursos de liderança e similares podem ser responsabilizados apenas por uma pequena parte da formação do profissional – ninguém acredita que mais de 30%. O resto necessário só se aprende andando. Com a presença de alguém mais maduro, que já tenha passado por muitas situações de dificuldades, o empresário estará assegurando um processo mais organizado e equilibrado. O outro fator aludido por empresários é o “turnover”, isto é, a rotatividade é um mal endêmico no Brasil. Muitas empresas gastam parcela importante de seus orçamentos na formação de jovens lideranças e em seguida elas são cooptadas por outras empresas. Com os profissionais mais maduros, o turnover no Brasil não chega a 1%.

Funcionários públicos federais farão pressão salarial em 2015
Funcionários públicos federais farão pressão salarial em 2015

Produtores de soja gastam em torno de 20% da receita bruta com a logística

Os cálculos foram feitos pela Esalq-Log (Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz). O transporte da produção foi fator que mais pesou na conta. Dependendo da região de saída da soja até o porto de Paranaguá, essa variável vai de 8,7% a 10% da receita bruta do agricultor. Além do transporte da produção, há também o peso da armazenagem que em média chega a 6,38% da receita bruta e a última variável é a movimentação no próprio porto que pode corroer mais 2,58% da receita do produtor.

Funcionários públicos federais farão pressão salarial em 2015
Funcionários públicos federais farão pressão salarial em 2015

A privação da liberdade feminina no trabalho

Na quase totalidade do território boliviano, as mulheres não podem trabalhar sem a permissão dos maridos. Na Rússia, elas não podem dirigir caminhões agrícolas. Em uma lista de países da América Latina são proibidas de trabalhar à noite. De acordo com o relatório Mulheres, Empresas e o Direito, do Banco Mundial, 1,6 bilhão de mulheres não podem escolher livremente sua profissão. A região que mais priva a liberdade de escolha feminina é o Oriente Médio em conjunto com o Norte da África, onde 93% delas estão sob o autoritarismo de alguma proibição.

Funcionários públicos federais farão pressão salarial em 2015
Funcionários públicos federais farão pressão salarial em 2015

Revista norte-americana premiada implanta “degustação” longa para fidelizar clientes

A revista americana "The New Yorker" decidiu abrir por todos o seu conteúdo estará aberto na internet. Depois dos 90 dias, os leitores entram em um chamado sistema de "paywall" poroso e só podem navegar se pagar. A publicação é conhecida por longas e premiadas reportagens. Hoje, se utiliza de um sistema mais simples: de cada edição impressa, os editores escolhem alguns artigos que terão acesso livre, em geral cerca de um terço do total. O preço não foi adiantado. Esse "paywall" poroso, que deixa um gostinho de quero saber entre os leitores, já é adotado pela Folha de São Paulo, o Zero Hora e Gazeta do Povo. "Financial Times" e "The New York Times" também utilizam.

Funcionários públicos federais farão pressão salarial em 2015
Funcionários públicos federais farão pressão salarial em 2015

Lágrimas correm, garganta dói, mas conquista do terceiro lugar vale R$ 48 milhões

E a CBF quer. A diretoria, não só quer, mas exige o terceiro lugar. Ameniza um pouco o vexame e dá R$ 4,4 milhões a mais que o quarto lugar. O dinheiro será usado pela CBF para arcar com o bicho dos jogadores. Pelo menos a metade do prêmio é distribuída entre os atletas e integrantes da comissão técnica da seleção. A partida será em Brasília contra a Holanda. É!...

Funcionários públicos federais farão pressão salarial em 2015



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.