A notícia da terra a um clique de você.
 
13/07/2015 08:20

Impeachmente passo a passo: É longo o caminho para sua conclusão

Mário Sérgio Lorenzetto
Impeachmente passo a passo: É longo o caminho para sua conclusão
Impeachmente passo a passo: É longo o caminho para sua conclusão
Impeachmente passo a passo: É longo o caminho para sua conclusão

Será que vamos gostar de trabalhar com nossos colegas robôs?

Veja Mais
O Brasil voltou aos mesmos ideais de 1920
Os governantes que ouvem os cidadãos

É claro que os robôs ainda não se fazem presentes no dia-a-dia dos campo-grandenses. Mas, creia, está é a última geração que não sabe trabalhar com essas máquinas. O mundo rico tem nos robôs ferramentas de trabalho comuns. E começa a se preocupar com o avanço da automação em todas as esferas da vida. E devemos nos preocupar. Temos de saber encontrar tantas tarefas, para nós e para as próximas gerações, quanto as que estão desaparecendo. A maior tendência é enfrentarmos dificuldades sociais e psíquicas relacionadas com a falta de emprego, recessão econômica e crise de identidade.

Por outro lado, não devemos ficar lamuriando e colocando a culpa no governante de plantão. Temos de procurar as alternativas. Muitos jornalistas e comentaristas costumam exagerar na hora de falar sobre a substituição do trabalho humano por máquinas. Parece que ignoram a forte complementaridade entre os dois que são decisivos para aumentar a produtividade, os lucros e a procura por mão-de-obra qualificada. Este ponto é fundamental. A alternativa que está posta é a de encontrarmos tarefas a serem realizadas que os robôs não são capazes. Tarefas superiores, mais sofisticadas, gratificantes e adequadas aos nossos pontos fortes. As tarefas mais simples, estão irremediavelmente fadadas ao desaparecimento, só falta marcar a data.

Impeachmente passo a passo: É longo o caminho para sua conclusão
Impeachmente passo a passo: É longo o caminho para sua conclusão

Passo de mestre contando com o colega robô.

Uma excelente estratégia para ter seu lugar no mundo do trabalho, é a de conduzir uma área que exige maior capacidade intelectual. Os exemplos surgem em todos os setores. Um ótimo comprador de bezerros tem dificuldade de explicar como consegue enxergar o potencial de um determinado animal. Mas ele sabe. Ele tem capacidade intelectual para realizar uma tarefa que os robôs não sabem. Um designer não sabe dizer como cria belas telas ou estampas. Mas ele cria. Um exemplo pitoresco: uma comediante causa gargalhadas no público ao criar situações que jamais sonhariam. Será que todos usam computadores no dia-a-dia do trabalho? É muito provável que utilizem. Mas eles aproveitam o talento e passam o máximo de tempo possível usando essas habilidades a seu favor. Máquinas podem executar inúmeras tarefas auxiliares que, de outra forma, tomariam muito tempo desses profissionais.

Advogados, por exemplo, embora versados na lei, raramente conhecem todos os mínimos detalhes da empresa em que atuam. Costumam dedicar grande parte de sua energia em conquistar novos trabalhos e atuando como conselheiro de clientes. Contar com máquinas que digerem documentos legais e sugerem estratégias de ação e argumentos, pode liberar tempo para esses profissionais investirem no que melhor sabem fazer. Em suma, seja qual for sua área de atuação, você precisa se concentrar em seus pontos fortes que não permitem serem codificados e, no futuro próximo, venham a se converter em um trabalho robotizado. Primeiramente, é preciso descobri-los e, em seguida, trabalhar com afinco para aprimorá-los.

Impeachmente passo a passo: É longo o caminho para sua conclusão



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.